Paracatu: caminhoneiro cai em golpe e entrega carga avaliada em mais de R$96 mil em local diferente

A vítima fez contato com uma suposta empresa de transportes através de um aplicativo de celular

Um caminhoneiro de 33 anos acabou caindo em um golpe depois de pegar uma carga de grãos avaliada em R$ 96.606,50 (noventa e seis mil, seiscentos e seis reais e cinquenta centavos) em Cristalina – GO no último sábado, 20 de fevereiro. Ele encontrou o frete em um aplicativo de celular e foi direcionado pelos golpistas a descarregar em local diverso daquele que deveria fazer a descarga.

A vítima procurou a Polícia Militar de Paracatu – MG no início da tarde de ontem (24) para registrar a ocorrência. O motorista contou que entrou no aplicativo FRETEBRAZ e realizou um contrato de carregamento com a empresa WS TRANSPORTES no total de 38.290 quilos de grãos, carga avaliada em R$ 96.606,50 (noventa e seis mil, seiscentos e seis reais e cinquenta centavos).

Depois, o caminhoneiro contou que entrou em contato com a empresa via WhatsApp pelo número (31) 98235-1184, onde firmaram o acordo de que o caminhoneiro faria o transporte da carga e que o carregamento seria na cidade de Cristalina/Go.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

A vítima, então, se deslocou até Cristalina e realizou o carregamento junto à empresa COCARI. O frete tinha como destinatário a empresa TIUB VLI MULTIMODAL SA, localizada na rodovia BR 050, Uberaba/MG, conforme nota fiscal de origem emitida pela “Nova Agri”, empresa que carregou o caminhão.

Depois, em novo contato, a WS TRANSPORTES informou que a nota fiscal emitida não seria mais válida e seria substituída por outra que eles enviariam pelo WhatsApp. A novporém, quando do acordo com a “WS TRANSPORTES”, esta o informou que a nota fiscal que receberia não seria mais válida e seria substituída por outra que eles a enviariam pelo aplicativo “WhatsApp”, como foi feito. A nova nota tinha como destinatário Rodrigo Márcio Da Silva, na fazenda “Ponte Alta e Caiana”, zona rural de Pará De Minas/MG, para onde foi levada a carga pela vítima.

O motorista não soube apontar o nome de quem o recebeu na fazenda onde descarregou. Disse, ainda, que não indagou o nome do remetente e nem da fazenda por acreditar estar entregando a mercadoria no lugar certo.

Acontece que após a confirmação da entrega, junto à “RODOBELO”, a empresa disse que ele havia entregue em endereço distinto do original, que seria o da primeira nota fiscal, na cidade de Uberaba/MG, tendo a vítima relatado todo o trâmite da entrega e a empresa constatou que provavelmente o caminhoneiro havia sido induzido, mediante fraude, a descarregar em local diferente daquele que havia expresso pela empresa.

Após o incidente, a vítima tentou contato com a empresa “WS TRANSPORTES” com a finalidade de elucidar o que havia ocorrido, contudo, não foi possível. As mensagens enviadas pela vítima sequer chegam pelo aplicativo “WhatsApp” ao destinatário e o número de telefone que eles compactuaram está fora de área, impossibilitando qualquer contato.

A vítima foi orientada sobre os procedimentos decorrentes e a ocorrência encaminhada para a Delegacia para as providências cabíveis.

Mais uma vez a Polícia Militar orienta a toda população para que desconfiem de qualquer proposta, ou transação “diferente”, principalmente, as recebidas em mensagens via Watts app, onde os falsários solicitam depósitos em dinheiro, créditos em telefones celulares, pagamentos de boletos, dentre outros.

3 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Zé Povim
10 meses atrás

Texto horrível! Difícil leitura/entendimento. Tem que perder um pouco de tempo e corrigir alguns textos. Fica desinteressante…

Pedro
10 meses atrás
Resposta para  Zé Povim

Quem escreveu esse texto não deve ter feito nem a quarta série. Péssimo. Compreensão quase impossível. As escolas precisam, urgentemente, voltarem a ensinar matemática, português, quimica…

maaper
10 meses atrás

Não entendi nada. Péssima redação.

Artigos relacionados

Últimas Notícias