InícioCidadePolícia Civil abre inquérito para investigar mulher que foi brutalmente atropelada na...

Polícia Civil abre inquérito para investigar mulher que foi brutalmente atropelada na BR-040 em João Pinheiro

Corpo da vítima foi localizado na manhã desta quinta-feira (16) em um barranco da rodovia

Publicado em

A Polícia Civil de João Pinheiro abriu um inquérito para investigar o atropelamento que vitimou uma mulher na rodovia BR-040 na madrugada desta quinta-feira, 16 de maio. O motorista fugiu sem prestar socorro, e o caso é tratado como prioridade pelas autoridades.

Segundo uma nota enviada à imprensa, as autoridades estão trabalhando nas investigações desde as primeiras horas desta quinta (16), quando o corpo de Maria Aparecida Martins foi encontrado às margens da BR-040.

“As investigações estão em andamento de forma ininterrupta desde a data de ontem (16/05), com análise de imagens e realização de diligências, buscando identificar o motorista responsável que, após o atropelamento, evadiu-se sem prestar socorro à vítima.”

Até o momento, o motorista não foi encontrado e não procurou as autoridades. “Toda e qualquer informação que possa auxiliar na investigação deve ser repassada às autoridades policiais competentes.”

Caso você tiver alguma informação repasse à Polícia pelo telefone (31) 9.9737-8357.

Vítima saiu a pé de motel

O caso foi divulgado em primeira mão pelo portal Sputnik Voz do Povo. Segundo informações, o repórter Jeferson Sputnik foi procurado pela família de Maria Aparecida Martins para noticiar seu desaparecimento pouco antes de seu corpo ser encontrado às margens da rodovia. As investigações preliminares do jornalista apontaram que a mulher havia estado em um motel na companhia de um homem e, por motivos ainda desconhecidos, deixou o local a pé e sozinha.

As circunstâncias da saída de Maria Aparecida do motel estão sendo investigadas pela Polícia Civil. Até agora, sabe-se que o homem que a acompanhava permaneceu no motel enquanto ela pegava a rodovia a pé instantes antes de ser atropelada. O veículo que a atropelou ainda não foi identificado, e as autoridades seguem empenhadas em desvendar todas as circunstâncias do acidente.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Zé Povim
2 meses atrás

Apenas uma linha de raciocínio… se ela “desentendeu” com o parceiro e o abandonou no motel… ele “pode”(sob suspeita) ter cometido o atropelamento. Lembrando que é uma hipótese, mas…esse angu tem caroço!

Estrela
2 meses atrás
Resposta para  Zé Povim

De qualquer forma foi ele que tirou ela do conforto da sua casa e não a trouxe de volta,ele é o culpado número 1.

Estrela
2 meses atrás
Resposta para  Zé Povim

Ela a levou e não trouxe de volta,tava quietinha em casa,ele é culpado sim