Publicidade
Só Vem OdontoCompany - 4000 pinheirenses cuidando do sorriso aqui
Publicidade
InícioCidadePreço do litro da gasolina sofre nova queda em João Pinheiro e...

Preço do litro da gasolina sofre nova queda em João Pinheiro e chega a custar R$ 5,25

Média de preços caiu nesta segunda-feira (29)

Publicado em

O preço da Gasolina em João Pinheiro sofreu uma nova queda no início desta semana em João Pinheiro. O valor do litro era comercializado a R$5,69 passou a custar R$ 5,25. A diferença já foi sentido por diversos consumidores, porém ainda prevalece certa diferença com relação aos valores praticados em postos da região.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

O valor mais barato da gasolina encontrado em João Pinheiro é no Posto Itaipu, em Luizlândia do Oeste, onde o litro da gasolina é vendido por R$5,05. Já na cidade de João Pinheiro, o valor fica entre R$5,25 e R$5,39.

Queda de R$ 2,14 na gasolina em dois meses traz alívio ao bolso do consumidor

Após o projeto que fixou teto de 18% para o ICMS sobre os combustíveis e três reduções de preço autorizadas pela Petrobras nas distribuidoras, o valor da gasolina teve uma queda de R$ 2,14 por litro nos postos do país em dois meses.

Publicidade
Nossa equipe está pronta para te atender - POP Pet Center João Pinheiro

Desde a semana de 19 a 25 de junho, quando o litro da gasolina atingiu o maior preço, R$ 7,39, o valor já caiu 28,9% e ficou abaixo dos R$ 5 em alguns postos.

O preço médio na última semana, entre os dias 21 a 27 de agosto, foi de R$ 5,25. Já o valor minímo foi de R$ 4,19 e o máximo, de R$ 7, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O valor máximo pago no litro do combustível chegou a R$ 8,99 na primeira semana de maio, conforme levantamento da agência.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

A queda do valor cobrado pelo combustível ajudou os consumidores a cortar custos, mas a diminuição ainda não foi suficiente. “O preço da gasolina ainda não está bom, não chegou ao valor de antes. O ideal seria o álcool no valor de uns R$ 3 e a gasolina, R$ 4,20”, afirma o taxista José Pereira Neto, de 61 anos. De acordo com ele, desde que o preço do combustível disparou neste ano, foi necessário ampliar sua jornade de trabalho, que chega a ser de até 11 horas por dia.

Receio de uma nova disparada de preços

Os consumidores temem que o valor do combustível volte a subir no próximo ano. “O ideal era que o preço da gasolina caísse mais, até porque eu creio que depois das eleições vai voltar a subir”, opina Cláudio Oliveira.

Publicidade

O taxista Joaquim Tadeu Mendes de Souza, de 44 anos, que costuma rodar de 150 km a 200 km por dia, ao longo de 12 horas de trabalho, acha que “no momento o preço da gasolina está legal”. Mas ele faz ressalvas quanto à duração da medida para conter a inflação.

“Para mim é um jogo eleitoreiro. Por que foi abaixar só agora? A redução é só no período da eleição. Com certeza, mais para a frente vai subir de novo. A guerra entre a Ucrânia e a Rússia vai continuar, provavelmente vão usar isso para aumentar o combustível de novo depois de janeiro”, defende.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Fã do heli Corrêa
27 dias atrás

porque será que em paracatu tá de cinco reais e um centavo

mais artigos