Prefeitura de Paracatu determina lockdown total e adota rodízio de CPF para acesso a estabelecimentos essenciais

A pessoa que tiver o CPF com o número final ímpar poderá ser atendida somente nos dias ímpares, enquanto que os finais pares poderão ser atendidos somente nos dias pares

Em decreto publicado ontem, 28 de fevereiro, a Prefeitura Municipal de Paracatu – MG apertou ainda mais as determinações de prevenção contra a Covid-19. O funcionamento dos estabelecimentos cujas atividades não são essenciais foi suspenso por sete dias, prazo que pode ser prorrogado. Além disso, os serviços essenciais como supermercado, comércio varejista e atacadista e instituições financeiras deverão adotar um sistema de rodízio para atendimento dos clientes.

O parágrafo segundo do artigo primeiro aponta quais são os serviços essenciais. São eles: farmácias e drogarias; laboratórios; abastecimento em postos de combustíveis; serviços de alimentação somente pelo sistema de delivery, sendo proibida a retirada no local; imprensa; funerárias; oficinas mecânicas, desde que com agendamento prévio; autopeças com portas fechadas e atendimento delivery, com quadro de funcionários reduzido a 50%; clínicas veterinárias e demais ações destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

A realização de cultos religiosos também foi suspensa. O decreto possibilita o funcionamento de atividades industriais e extrativistas, desde que obedeçam as regras dispostas no artigo 3º. O comércio de bebidas alcoólicas foi proibido, por qualquer meio, enquanto durar o decreto.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

A prefeitura optou por adotar uma espécie de rodízio de CPF para controlar o acesso do público aos serviços essenciais. Assim, supermercados, comércio varejista e atacadista e instituições financeiras poderão atender, nos dias pares, somente aquelas pessoas cujo último número do CPF seja par, e, nos dias ímpares, somente aquelas cujo último número do CPF seja ímpar. As instituições financeiras poderão atender todos os clientes que quiserem sacar benefícios federais ou auxílios, independentemente do número do CPF

Caberá aos supermercados, ainda, a disponibilização de fichas de controle do número de pessoas em seu interior, limitando a 30% da capacidade máxima prevista em alvará e somente uma pessoa de cada família poderá entrar, independente se o número do CPF possibilite o atendimento.

Os valores das multas também foram estabelecidos pelo decreto. A pessoa, física ou jurídica, que forem flagradas descumprido as determinações serão multadas em R$ 10.000,00 (dez mil reais). Para tanto, qualquer pessoa poderá fazer denúncias pelo e-mail [email protected] e pelo Whatsapp (38) 9.9850-0319.

Ainda, os responsáveis por eventos serão multados de acordo com o número de pessoas que estiverem aglomeradas, sendo: de 5 a 20 pessoas no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais); de 21 a 50 pessoas no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais); de 51 a 200 pessoas no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais); acima de 201 pessoas no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

As novas regras já estão em vigor.

9 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


9 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
10 meses atrás

A melhor decisão que esse prefeito está fazendo tendo responsabilidade amor ao próximo

10 meses atrás

A melhor decisão que esse prefeito poderia ter tomado está tendo compaixão amor ao próximo

Adriano Alves
10 meses atrás

So assim vamos ter dias melhores…

Alguém
10 meses atrás

As pessoas deveriam entender,ninguém é obrigado a sair de casa não saem porque quer ou por necessidade (aqueles que tem que trabalha pra sustentar duas família) aqueles que não trabalha pode muito bem fica dentro de casa

Ah
10 meses atrás

Em João Pinheiro essa bagunça , festa clandestina quase TDS os dias , os bares tudo cheio , o povo e tudo ignorante porque agem como se estivesse tudo normal , vivem na rua aí quando sai o decreto querem colocar culpa no prefeito, Edinho tem q ser mais rígido seguir o exemplo do prefeito de Paracatu, e os ignorantes que moram em João Pinheiro só sair de casa pro trabalho , mas não aguenta quetar o cu dentro de casa aí quando sai decreto vão dar barraco. Se cada um tivessem fazendo sua parte João Pinheiro não teria chegado… Leia mais »

Capitão do exército
10 meses atrás

E aqui continua essa patifaria, Edinho deve está esperando encher os hospitais.

carlos
10 meses atrás
Resposta para  Capitão do exército

vai dormir recruta

Capitão do exército
10 meses atrás
Resposta para  carlos

Mamador de prefeitura.

Sansio Nobre
10 meses atrás

Como fica a situação dos Hoteis?

Artigos relacionados

Últimas Notícias