InícioCidadeQuatro pessoas são indiciadas por morte de criança que caiu em buraco...

Quatro pessoas são indiciadas por morte de criança que caiu em buraco em Minas Gerais

Pedro Augusto, de 8 anos, brincava quando caiu no buraco em Carmo Paranaíba. Obra não contava com sinalização

Publicado em

Quatro pessoas, com idades entre 27 e 61 anos, foram indiciadas pela morte de Pedro Augusto, de 8 anos. No último dia 21 de agosto, o menino caiu dentro um buraco enquanto brincava em Carmo do Paranaíba, na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais.

Conforme o inquérito, concluído pela PC na última sexta-feira (9), foram indiciados o dono da obra e mais três pessoas responsáveis pela execução de tarefas. A instituição citou o fato de não haver sinalização que impedia a aproximação, tampouco cercas ou barreiras avisando sobre o buraco.

Além disso, a Justiça concedeu uma medida cautelar de aresto de bens. Com isso, foram bloqueados mais de R$ 1,5 milhão em patrimônio de empresas ligadas à obra para assegurar indenizações à família do menino.

Relembre

As operações de resgate, conduzidas pelo Corpo de Bombeiros, duraram mais de 17h. O menino só foi retirado por volta das 9h45 do dia seguinte ao acidente. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

A cavidade na qual ele caiu tinha aproximadamente seis metros de profundidade e apenas 30 centímetros de diâmetro. O trabalho de resgate precisou ser cuidadoso devido o risco de desabamento no local. Os militares realizaram uma escavação técnica e manual na tentativa de resgatar o garoto.

FonteO Tempo

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos