Vereador é preso após agredir a filha com socos e ameaçar policiais militares em Minas Gerais

O parlamentar ameaçou militares com uma faca; em 2019, quando era vice-prefeito, ele capotou um carro do município dirigindo embriagado

O vereador Célio Batista da Silva (PSDB), de 55 anos, que também é ex-vice-prefeito de Jacuí, no Sul de Minas, foi preso na noite de domingo (30) após agredir a filha de 23 anos com socos e ameaçar policiais militares com uma faca.

As agressões aconteceram na casa da família, na rua Minas Gerais, no centro do município, que tem pouco mais de 7 mil habitantes. De acordo com a Polícia Militar (PM), a corporação foi acionada por volta das 19h e encontrou o parlamentar bastante exaltado e com uma faca nas mãos.

Após algum tempo, os militares conseguiram convencer Silva a recebê-los na varanda da casa. Ainda bastante exaltado e com forte hálito etílico, o homem continuava ameaçando a filha e o namorado dela, de 31 anos.

Ao perceber que seria preso, o vereador teria então partido para cima do militar, que precisou utilizar técnicas de imobilização para contê-lo. Durante a confusão, o homem acabou sofrendo um ferimento.

Ele foi socorrido para o hospital e recebeu voz de prisão por lesão corporal contra a filha. O motivo das agressões não foi precisado pela PM.

Confusão e novas ameaças no hospital

A filha do vereador foi socorrida com uma lesão no lábio superior e no nariz. O pai dela, também foi levado até a unidade de saúde, mas, no local, continuou desacatando os policiais, chegando a chutar uma cadeira em um deles e dar um chute no outro.

Além da violência contra a filha, o vereador responderá também pelo desacato, ameaças e agressões contra os militares.

A reportagem do jornal O TEMPO tentou contato com a Câmara Municipal de Jacuí, porém, até o momento ninguém foi localizado para comentar a prisão do vereador.

Acidente Embriagado

Em dezembro de 2019, o então vice-prefeito de Jacuí perdeu a carteira de habilitação após se capotar um carro da Prefeitura dirigindo embriagado, na BR-265.

O acidente aconteceu em São Sebastião do Paraíso e, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o teste de bafômetro indicou 0,32 miligrama de álcool por litro.

Em contato com a reportagem do jornal O TEMPO na época, Silva disse que foi acordado de madrugada para socorrer um motorista na cidade de São Tomaz de Aquino, cidade a 60 km de Jacuí. “O ônibus que ele estava quebrou, eu estava indo buscá-lo. Eu dormi no volante”, alegou.

FonteO Tempo

2 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Renan Mendonça
3 meses atrás

Borracha no vagabund0

mito
3 meses atrás

QUEM COLOCOU ELE LA FOI O POVO
ENTAO O POVO TEM O QUE MERECE VAMOS PENSAR ANTES DE VOTAR NEGADA FICA ESPERTO

Artigos relacionados

Últimas Notícias