Vigilante encontra R$ 12 mil em caixa de sapato e devolve valor à dona

Caso aconteceu no último dia 20, em Natal

Uma atitude nobre! O vigilante Marcone Damasceno de Oliveira, de 41 anos, encontrou mais de R$ 12 mil, deixados dentro de uma caixa de sapatos no estacionamento do edifício empresarial onde trabalha no bairro Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal, Rio Grande do Norte.

Marcone não pensou duas vezes e procurou a dona do dinheiro, para devolver a quantia encontrada. A atitude do vigilante rendeu uma festa e um certificado pela honestidade e comprometimento.

Para ele, a devolução do dinheiro é exemplo, que quer deixar para as filhas. “Tenho três filhas e o que eu posso deixar de legado para elas é uma boa educação, honestidade e o exemplo do que é correto, para elas fazerem boas escolhas nas vidas delas”, disse.

Publicidade
Supermercado Líder - Corrida Premiada

Achado

Marcone conta que fazia uma ronda, que é comum no trabalho dele, quando viu uma caixa de sapato e um livro de psicologia. Imediatamente, lembrou que viu a psicóloga, Tatiana Ferreira, levando os itens mais cedo.

“Recolhi e coloquei em cima do balcão. Depois eu abri e vi o dinheiro. Foi um susto. Uma parte estava em duas caixinhas, outra parte num envelope e o maior valor, R$ 10 mil, em uma sacola de supermercado”, contou.

Ele chamou um colega de trabalho para filmar o material encontrado e ligou para a síndica do prédio, para que ela recolhesse os itens.No dia seguinte, a dona do dinheiro entrou em contato com a administração do prédio e recebeu tudo de volta.

Dinheiro para investimento

Tatiana conta que o dinheiro estava separado para um investimento importante. Ela estava deixando uma sociedade para abrir uma clínica em novo endereço, mas só percebeu que esqueceu a caixa no edifício no dia seguinte.

“Era meu último dia de atendimento lá e por volta das 19h comecei a descer pelo elevador com livros e várias coisas que ainda estava guardando na clínica. Essa caixa foi uma das últimas coisas que levei. Deixei fora do elevador, porque as caixas eram pesadas, mas acabei não voltando. Só fui descarregar o carro no dia seguinte, por volta das 9h, foi ai que me dei conta”, disse.

A psicóloga contou que teve sorte de Marcone encontrar e devolver o valor. “Fui agraciada pela honestidade dele, por um anjo desconhecido, como tem muitos que passam na nossa vida. Esse meu processo de mudança teve momentos bem difíceis e ele foi uma pessoa que participou e fez a diferença. Tenho muito a agradecer por esse gesto dele”, ressaltou.

Reconhecimento

Tatiana fez questão de agradecer a Marcone de uma forma muito justa. Com a síndica, ela organizou uma festa, que rendeu ao vigilante um certificado pela honestidade.

“Ele tem mais de 10 anos com a gente, é um dos mais antigos na empresa. Nos dias de hoje, essa é uma atitude a se repercutir. Estamos passando uma fase ruim de inversão de valores, em que parece que o certo virou exceção”, afirmou o empresário Sérgio Leocádio.

2 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Desorientado
1 mês atrás

Mil meu, co mil dele, co mil dela, co mil seu, quantos meu deu?

Quantos meu sobrou?

Tô ruim de matemática hoje…

Irônico
1 mês atrás

O mundo ainda tem jeito é só valorizarmos as pessoas idôneas! 👏🏼👏🏼

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias