Casal passa notas falsas em João Pinheiro e Paracatu e acaba preso depois de ação da PM

A mulher pagou uma compra com uma nota de R$200,00 falsa em Paracatu e João Pinheiro; BH e Líder também noticiaram o recebimento de notas de R$20,00 falsificadas

Um casal suspeito de repassar diversas notas falsas nos comércios de João Pinheiro e Paracatu foi preso na tarde de ontem (18) após uma ação da PM das duas cidades. Imagens do circuito interno de um estabelecimento de João Pinheiro onde a mulher comprou uma calcinha e pagou com uma nota de R$200,00 (duzentos reais) falsificada ajudaram na identificação.

A ação do casal começou na manhã de ontem, 18 de maio, em Paracatu – MG. O primeiro alvo foi um comercial localizado na Rua Boa Vista, no Bairro Bela Vista, onde a mulher de cabelos loiros, blusa vermelha e saia, estilo hippie, de aproximadamente 25 anos, adquiriu um vidro de xampu de R$13,00 (treze reais) e pagou com uma nota de R$200,00 (duzentos reais). O comerciante, sem notar a falsificação, acabou dando o troco e notou o golpe só mais tarde quando tentou efetuar um pagamento na lotérica usando a nota, quando então acionou a Polícia Militar.

Mais tarde, por volta das 16:10 horas, a Polícia Militar de João Pinheiro foi acionada por uma vendedora de roupas que também recebeu uma nota de R$200,00 (duzentos reais) falsa para pagamento de uma calcinha no valor de R$19,80 (dezenove reais e oitenta centavos). A descrição da autora batia com a repassada anteriormente pela vítima de Paracatu. O estabelecimento contava com câmeras de segurança e, através das imagens, os policiais conseguiram identificar que a mulher evadiu do local em um Nissan Versa branco.

Publicidade
Colégio Darcília Coímbra João Pinheiro - Matrículas Abertas

Então, em diligência, os policiais entraram em contato com o pedágio da Via 040 de Lagoa Grande e descobriram que o veículo passou por lá às 13:23 horas sentido a João Pinheiro – MG e passou novamente, retornado a Paracatu – MG, por volta das 16:38. A Polícia Militar de Paracatu foi informada e o cerco foi montado para interceptar a estelionatária.

O carro foi abordado. A mulher estava acompanhada de um homem e os dois foram submetidos a busca pessoal. Com eles, os militares encontraram os materiais adquiridos para passar as notas falsas e aproximadamente R$4.600,00 (quatro mil e seiscentos reais) em dinheiro e mais 21 notas de R$200,00 (duzentos reais) falsificadas. Os dois foram reconhecidos como autores dos estelionatos cometidos mais cedo em Paracatu e em João Pinheiro.

Nas redes sociais, comerciantes do Supermercados BH e da rede de Supermercados Líder, em João Pinheiro, noticiaram que receberam notas de R$20,00 (vinte reais) falsificadas em seus estabelecimentos. No entanto, não se sabe se foram repassadas pelos mesmos autores presos em Paracatu – MG.

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Abençoada por Deus.
6 meses atrás

Pouca vergonha ! Esses 4.600 trocados por notas falsas e mais de quatro mil ainda para faturar, imagino o quanto deve ter lucrado nessas cidades próximas Lagoa grande, Guarda mor, Vazante, Lagamar . AFF só Deus sabe.

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias