Falhas no abastecimento de água podem gerar indenização, explicam advogados pinheirenses

Conversamos com os advogados do Escritório de Advocacia Fernando Amaral Rodrigues sobre as providências que podem ser tomadas quanto a falha recorrente do abastecimento de água em alguns bairros

A atuação da Copasa em João Pinheiro foi notícia mais uma vez no JP Agora na tarde de ontem (21) em razão das reclamações dos consumidores quanto ao abastecimento de água na cidade. As críticas são realizadas principalmente por moradores de alguns bairros específicos, mas as proporções das revoltas já são sentidas em todos os cantos do município. Visando informar os leitores do site, procuramos um escritório de advocacia para esclarecer se há alguma providência a ser tomada contra a concessionária pelos prejuízos e transtornos causados.

Entrevistamos o advogado Fernando Amaral Rodrigues, Pós-Graduado em Direito Público, e a advogada Deborah Cristina Rutkowski Dias Martins, Pós-Graduada em Direito Privado, sócios da Fernando Amaral Advocacia, sobre o caso. Eles nos contaram que a concessionária pode sim responder pelos prejuízos causados pela falha na prestação dos seus serviços. Entenda.

Segundo os advogados, o caso se refere ao instituto da responsabilidade civil, a qual impõe a comprovação de três requisitos: ato ilícito, nexo de causalidade e o dano. Para eles, a conduta desidiosa da Copasa em resolver a questão configura dever de indenizar.

“A empresa utilizou-se de justificativas pontuais em todas as vezes que a revolta popular se acalorou. Entretanto, em todas estas oportunidades, era uníssono entre os consumidores que o problema já era recorrente, o que se pôde perceber ainda mais após as chuvas, o frio e o calor serem utilizados como ‘desculpa’ para a falta de água. Portanto, a empresa não agiu como deveria para solucionar efetivamente o problema, que se arrasta há vários anos no Bairro Santa Cruz, por exemplo” destacou Fernando Amaral.

Deborah Rutkowski pontuou que a relação entre a Copasa e os munícipes trata-se de relação de consumo, atraindo a aplicação do Código de Defesa do Consumidor, lei criada para proteger os direitos daquele considerado hipossuficiente na relação. Para ela, a conduta da Copasa é abusiva, contrária aos preceitos constitucionais e infraconstitucionais.

“O artigo 37, §6º da Constituição Federal disciplina a responsabilidade de empresas privadas que prestam serviços públicos, como é o caso da Copasa. A relação entre ela e os consumidores é coberta, ainda, pelo Código de Defesa do Consumidor. Por isso, é perfeitamente cabível a conclusão de que a concessionária deixou de cumprir suas obrigações contratuais deixando o consumidor sem água. Fato grave, principalmente por ela ser a fornecedora exclusiva deste bem imprescindível à vida, o que gera o dever de indenizar” destacou Deborah Rutkowski.

Os doutores finalizaram pontuando que as argumentações são possíveis, mas que qualquer conclusão depende da análise do judiciário sobre o caso.

8 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


8 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Élen
1 ano atrás

Moro no Jardim Central e aqui a água tá acabando todo dia A tarde e voltando só no outro dia isso é uma pouco vergonha um descaso com a população e sem conta que a água tá voltando branquinha de tanto cloro é o talão tbm veio com aumento um absurdo

Água
1 ano atrás
Resposta para  Élen

A água branca não é cloro não!! Se encher o copo e deixar a água parado vc vai ver que a cor volta ao normal!!! É a pressão da agua

leonardo
1 ano atrás

O que devo fazer para mi pega a minha indenização?

Água
1 ano atrás
Resposta para  leonardo

Primeiro escrever corretamente!!

Jararaca Ensaboada
1 ano atrás
Resposta para  leonardo

Vai trabaia. Todo mês você vai receber a indenização pelos seus 30 dias de trabaio.

Sinceramente.
1 ano atrás

Jamais vc receberá indenização sobre essas empresas, copasa, Cemig, Correios…etc, o judiciário recebe muito bem pra proteja Las.

trabalhador
1 ano atrás

A Copasa e alguns empresarios sao donos de joao pinheiro sem chance de receber indenizacao+.

Cruzeirao Cabuloso
1 ano atrás

Fala irmão! E o Thiago Neves?

Artigos relacionados

Últimas Notícias