InícioCidadeFazendeiro constrói barragem no curso do córrego da extrema em Brasilândia de...

Fazendeiro constrói barragem no curso do córrego da extrema em Brasilândia de Minas; Polícia foi acionada

JP Agora conversou com Geraldo Pablo, Secretário de Meio Ambiente e Coordenador da Defesa Civil de Brasilândia de Minas, que comentou o caso

Publicado em

Um crime ambiental cometido na zona rural chamou a atenção das autoridades da cidade de Brasilândia de Minas na última semana. Sem se preocupar com o tamanho do dano ambiental e com as devidas consequências, um indivíduo construiu uma barragem no meio do curso de um córrego no pé da Serra Extrema. A reportagem do JP Agora conversou com o Secretário de Meio Ambiente e Coordenador da Defesa Civil daquela localidade, que prometeu tomar providências imediatas.

Pelas imagens, é possível constatar que a intenção do homem era construir uma passagem da estrada pelo córrego. Contudo, segundo Geraldo Pablo, a obra não foi aprovada pelos órgãos competentes e foi edificada desrespeitando completamente o que determina a lei, configurando evidente crime ambiental passível de punição.

O caso já foi comunicado às autoridades competentes, notadamente a Polícia Ambiental, que levará a situação ao conhecimento da promotoria de meio ambiente. Geraldo explicou quais serão as consequências futuras depois que o construtor da barragem for encontrado. A questão ambiental é a primeira apontada.

“As implicações serão de natureza ambiental, vamos acionar a Polícia Militar Ambiental para nos acompanhar em função da supressão da vegetação com agravante de ser próximo de um córrego/nascente, o qual, inclusive, está em fase de recuperação junto com a Copasa através do projeto Colmeias. Existe a questão ambiental, também, em função da mineração, já que fizeram a retirada de pedras” disse o secretário.

O dano ambiental, se não corrigido imediatamente, acarreta riscos para a população que reside próximo ao local. Geraldo também pontuou esta questão ao se referir ao risco à segurança que a barragem representa.

“Existe outra questão do ponto de vista da segurança das pessoas dali, aí entra a defesa civil. Com as chuvas do ano passado, houve um aumento de volume enorme, praticamente atingindo as casas dali que é uma parte mais baixa. O que ele fez foi um barramento, uma pequena barragem que vai reter a água no período chuvoso e com certeza haverá um potencial de inundação muito alto” disse.

Por fim, o secretário pontuou que o proprietário do imóvel responderá administrativamente por não ter solicitado as licenças necessárias para a realização da obra.

“Outra questão é a questão da postura municipal. Não existe na prefeitura nenhuma autorização de intervenção e também não se tem notícia de um responsável técnico que tenha feito aquilo ali” finalizou Geraldo Pablo.

O Secretário de Meio Ambiente e Coordenador da Defesa Civil informou que o autor já foi identificado e disse, ainda, que ele não reside na cidade de Brasilândia de Minas. O JP Agora seguirá acompanhando o caso.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Jararaca Ensaboada
5 meses atrás

Cadeia nele. Destruidor da natureza.

Jane Caetano esse
5 meses atrás

Jane Caetano

mais artigos