31.8 C
João Pinheiro
terça-feira, setembro 21, 2021

Filho, alegando sofrer violência doméstica, assassina o pai de forma cruel na zona rural de João Pinheiro

O adolescente confessou ter praticado o ato infracional em razão de o pai fazer o uso constante de drogas ilícitas e agredir sua mãe

O caso registrado na noite de segunda-feira, (13), no PA Fruta D’anta, impressiona pelas características que o marcam. A Polícia Militar foi acionada para atender um chamado de possível suicídio após um homem de 47 anos ter sido encontrado sem vida amarrado em árvore pelo pescoço. Enquanto as informações ainda eram colhidas no local do fato, o filho da vítima de 16 anos de idade procurou os militares e confessou ter assassinado seu pai para se defender das agressões dele.

Aos policiais, o infrator relatou que os episódios de violência doméstica contra a mãe e contra ele eram frequentes. Informou ainda, que o pai era usuário de drogas ilícitas e fazia uso constante de bebidas alcóolicas e que nos momentos em que estava sob influencia das substâncias ele se tornava muito agressivo.

Segundo as informações levantadas pela redação do JP Agora, o adolescente e a mãe haviam saído da residência em que moravam junto a vítima, Adalmir Lacerda da Silva, 47 anos. E, na data de ontem, a vítima do homicídio foi até a casa em que o filho estava residindo e o ameaçou de morte portando uma faca e um facão, culpando-o pelo término da relação.

Cessada a discussão, o adolescente usou o veículo VW/Gol de cor preta que conduzia para atropelar o seu pai no momento em que voltou a encontrá-lo. Com o pai desacordado devido ao choque com o veículo, o adolescente o arrastou e amarrou na árvore onde foi encontrado.

O menor infrator foi apreendido pela prática de ato infracional análogo ao crime de homicídio e encaminhado para a Delegacia de Polícia junto à representante legal.

8 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


8 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Falo o que quiser
7 dias atrás

Parabéns garoto apoiado 👏👏

🐡🐡🐡🐡
7 dias atrás

Ninguém pode julgar, pq tenho certeza que qualquer um faria o mesmo se estivesse na mesma situação que ele

Zumbi
7 dias atrás

Toma distraido…infelizmente fez o certo

Positivo
7 dias atrás

Apoiado a atitude do garoto, tinha que ter amarrado ele no carro e sair puxando uns 20km.

Dsr
6 dias atrás

Vivi isso a minha infância toda, meu padrasto batia em minha mãe de mais ,pensava em matar ele direto , mais na hora me faltava coragem, parabéns para esse adolescente, tem que matar esses covarde, não a nada pior do que você vê sua mãe sendo espancada e você não puder fazê nada.

Elair Maciel Campos
6 dias atrás

Um filho fazer isso com o pai isso e um mostro misericordia

só força
6 dias atrás
Resposta para  Elair Maciel Campos

e o pai fazer oque ele alegou que fazia com ele e com a mãe, e um santo, um anjo, podia ter levado ele pra sua casa 🤫, eu não acho que ele seja um monstro não, e sim que cansou de ver a mãe apanhar de um drogado e alcoólatra, PAI QUALQUER UM PODE SER, essas atitude não eram de um pai não, ou você acha que era ? SO PORQUE TEM O MESMO SANGUE NÃO SIGNIFICA NADA NÃO, ATÉ MURIÇOCA TEM O MESMO SANGUE.

Gabriela Menezes
6 dias atrás
Resposta para  Elair Maciel Campos

da trabalho não sa, o cara batia na mãe, no garoto, cê acha mesmo que foi errado ele se defender?
RESPEITO A GENTE DA, A QUEM NÓS DA RESPEITO
sendo da família ou não, cada um tem o que merece.

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias