Forbes Brasil elege patense como uma das mulheres mais poderosas do agronegócio

Fundadora da empresa Nuu Alimentos, em 2015, ela explicou no Contraponto o motivo que a levou a fazer parte da lista

Rafaela Gontijo Lens é a patense que figura na lista das 100 mulheres mais poderosas do agronegócio. Fundadora da empresa Nuu Alimentos, em 2015, ela explicou no Contraponto o motivo que a levou a fazer parte da lista que tem, entre tantas personalidades, a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e tantas outras mulheres que despontam no agronegócio.

Morando no Rio de Janeiro, ela disse, em entrevista por vídeo no Contraponto, que foi uma surpresa estar no meio de mulheres tão incríveis que buscam soluções mais sustentáveis para o agronegócio. E a inclusão tem motivo. Rafaela idealizou a Nuu Alimentos quando ainda trabalhava na Johnson & Johnson, em 2015. “Meus colegas piravam no pão de queijo de Patos de Minas”, brincou.

Segundo ela, percebeu que a indústria havia transformado o pão de queijo, substituindo ingredientes importantes o que o mudou completamente. “Eu costumo a dizer que virou um pão de quê”, contou. Diante disso, decidiu deixar o mundo corporativo para fundar a empresa e levar o autêntico pão de queijo aos lares brasileiros.

Publicidade
Supermercado Líder - Corrida Premiada

Rafaela que é mãe de duas meninas gêmeas de 2 anos também se viu preocupada com o futuro das gerações, devido às questões de mudanças climáticas. E pensando nisso, resolveu levar a sustentabilidade para dentro de casa. Ela contou que a empresa adota uma série de práticas renováveis como energia fotovoltaica, captação de água da chuva e tratamento de efluentes.

E não par apor aí. Toda essa ideia foi levada para os produtores rurais que colaboram com a empresa. “Se tivéssemos produzindo nos moldes normais, não teríamos destaque. Com essas práticas, nós conseguimos influenciar do solo ao prato. Nada mais inteligente do que deixar a natureza trabalhar por ela mesma. Nós somos carbono neutro. Hoje tudo que emitimos, compensamos na Floresta Amazônica. Queríamos compensar no Cerrado, mas não tem projeto”, pontuou.

Com relação ao preço do produto, ela contou que o valor é mais elevado, porque você tem que pagar de forma justa o produtor rural, mas ressaltou que o consumidor está muito atento a isso. “Não teremos um futuro para as próximas gerações. Nós estamos planejando embalagens biodegradáveis, mas fica inviável por enquanto, por isso ainda não conseguimos implantar”, disse.

Por fim, ela explicou que as pessoas podem procurar os produtos da Nuu Alimentos pelo site www.nuualimentos.com.br . As pessoas também podem conferir toda a lista da Forbes Basil aqui.

Rafaela Gontijo Lenz

Rafaela passou por empresas como Johnson & Johnson e World Trade Center, antes de fundar a Nuu Alimentos, em 2015, abreviação para a expressão mineira “Nooossa Senhooora”. O produto, claro, é o pão de queijo. Por causa das práticas sustentáveis, entrou para a lista das 50 empresas do mundo que receberam o título “UN Best Small Business: Good For All”, concedido em conjunto com a United Nations, vertical das Nações Unidas para sistemas alimentares. Ela é mãe de gêmeas.

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Eu Sou Brasileño
1 mês atrás

Nuu também significa: “Sinhouuurrraaaaa da Badiiiaaaa”…

Últimas Notícias