Publicidade
Só Vem OdontoCompany - 4000 pinheirenses cuidando do sorriso aqui
Publicidade
InícioDestaqueHomem é condenado a 16 anos de prisão por matar idoso com...

Homem é condenado a 16 anos de prisão por matar idoso com requintes de crueldade na Olaria, em João Pinheiro

Erivan Rodrigues de Almeida foi condenado por homicídio qualificado

Publicado em

O autor de um homicídio brutal ocorrido no dia 06 de outubro de 2020 na Olaria, em João Pinheiro, foi condenado nesta terça-feira (16) pelo Tribunal do Júri de João Pinheiro. Erivan Rodrigues de Almeida matou Geraldo Rodrigues da Silva, de 71 anos, com golpes de madeira, de ferro, pedras e canivete. O julgamento terminou minutos atrás.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

A reportagem do JP Agora divulgou o fato com exclusividade. A vítima Geraldo Rodrigues da Silva discutiu com a esposa e saiu pelas ruas dizendo que iria beber, quando se deparou com Erivan. Os dois, então, se dirigiram até a casa do autor, onde o crime aconteceu. A vítima faleceu por volta das 17 horas na UPA de João Pinheiro.

Os familiares da vítima Geraldo Rodrigues da Silva, aposentado, 71 anos, ficaram sabendo das agressões por terceiros e correram para o local para socorrê-lo. Quando chegaram, se assustaram com a cena. Geraldo foi agredido por todo o corpo com pedaços de ferro, com pedras, canivete, pauladas e até mesmo com um pedaço de barra de alumínio. Ele foi socorrido por volta das 13 horas, mas não resistiu, vindo a falecer por volta das 17 horas.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Segundo o relatório da Polícia Civil, o idoso, vítima do homicídio sofreu cortes grandes que passavam da face até o pescoço, afundamento no crânio e fratura nas costelas, todas elas avaliadas como graves.

Na ocasião, o suspeito do crime foi encontrado com as vestes sujas de sangue em meio a um matagal há cerca de 2 KM local do crime. O acusado Erivam, durante todo o processo, se negou a apresentar sua versão dos fatos.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

O conselho de sentença, após ouvir as teses de acusação e defesa, votou pela condenação de Erivan e o juiz presidente fixou a pena em 16 anos de reclusão, considerando que o homicídio foi cometido com crueldade e contra vítima maior de 60 anos. Erivan está preso e continuará recolhido, iniciando o cumprimento da pena imediatamente.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Irônico
1 mês atrás

Justiça sendo feita. Parabéns ao júri!

MESTRE DOS MAGROS
1 mês atrás

COMO E POBRE FUDIDO VAI CONTINUAR PRESO SEM DIREITO A RESPONDER EM LIBERDADE !!
JA A FAMILIA DE ASSASINOS COMO TEM UM LANZINHA TA TODO MUNDO LIVRE

QUAL A DIFERENCA DE UM CRIME PARA O OUTRO ???

ESSA E A JUSTIÇA BRASILEIRA

Publicidade

mais artigos