InícioDestaqueHomem recebe R$ 30 mil para matar irmão de servidor do executivo...

Homem recebe R$ 30 mil para matar irmão de servidor do executivo de Carmo do Paranaíba e atira na pessoa errada

Mandante do crime seria um servidor da Prefeitura de Carmo do Paranaíba; vítima dos disparos foi socorrida consciente para a UPA

Publicado em

Um homem de 29 anos aceitou receber R$ 30 mil para matar uma pessoa em Carmo do Paranaíba. No entanto, acertou o “alvo” errado e acabou sendo preso, nessa terça-feira (13), mesmo após se esconder dos policiais em Patos de Minas.

A Polícia Militar (PM) chegou até o suspeito depois de receber uma denúncia anônima informando que ele estaria em uma boca de fumo, no bairro Santa Luzia. Assim que os militares abordaram o homem, ele confessou a tentativa de homicídio na frente do pai.

Segundo relatado, um funcionário da Prefeitura de Carmo do Paranaíba ofereceu a quantia de R$ 30 mil para que ele matasse o irmão do servidor do Executivo municipal. No dia do crime, o suspeito foi até o bairro Santa Cruz e encontrou dois homens que conversavam na calçada.

Após perguntar sobre oportunidades de emprego, ele atirou seis vezes contra um deles – quatro disparos foram nas costas, um no abdômen e outro de raspão na face. A vítima, de 55 anos, foi socorrida para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e estava consciente.

Um homem, que teria dado cobertura na fuga do suspeito em uma moto, não foi localizado até o encerramento da ocorrência. No registro não consta se o mandante do crime foi encontrado pelas autoridades. O caso foi encerrado na Delegacia de Plantão de Patos de Minas.

Errata: O JP Agora noticiou anteriormente que o alvo do assassinato era irmão do prefeito, mas a informação não procede. Na verdade, o alvo era irmão de um servidor do executivo, que não teve a identidade revelada. A redação do site pede desculpas pelo equívoco e informa que já realizou as correções necessárias em todos os canais pertencentes ao JP Agora.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Jesus volta logo
1 mês atrás

Como o ser humano da risada dessas coisas só Deus na causa 🤦

Irônico
1 mês atrás

Esse povo do Carmo é bravo msm! Chegam pagar 30k só p matar o cara! Que raiva é essa q não pd resolver CV ou na justiça?

mais artigos