João Pinheiro fecha dezembro com saldo negativo de empregos; confira todos os dados do CAGED para o município

Números de desligamentos foi maior do que o número de admissões

O Município de João Pinheiro fechou o mês de dezembro com saldo negativo de empregos, o que corresponde à diferença entre admissões e demissões durante o período. As informações oficiais são do CAGED. Confira os detalhes a seguir.

No total, foram 458 novos contratos de trabalho contra 711 desligamentos, o que gerou o saldo negativo de -253 empregos. O destaque de contratações e de desligamentos ficou para o setor da indústria, com 36 admissões e 143 desligamentos.

O setor que mais gerou emprego foi o agropecuário com 183 admissões e 216 desligamentos, sendo este o que mais demitiu no período. Na sequência, vem o setor do comércio, com 108 admissões e 117 desligamentos.

Serviços em geral geraram 110 novos contratos de trabalho, mas outros 162 desligamentos foram registrados para este setor. Por último, a construção civil gerou 21 admissões e 73 desligamentos no mesmo período.

4 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


4 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Em busca de um mundo melhor
3 meses atrás

Difícil de ter um emprego aqui nessa cidade infelizmente quando consegui é um ganho que fica só no mercado

Llllllllll
3 meses atrás

Essa cidade é muito difícil de conseguir um emprego, isso deveria melhorar bastante,a cidade cresce ,as oportunidades não…

mito
3 meses atrás

CIDADE NAO TEM NENHUMA INDUSTRIA ,NAO ABRE PRA NOVOS INVESTIMENTOS
FICA NA MAO DOS MESMOS CORONEIS QUE QUER PAGAR UMA MISERIA PRO POVO

joao
3 meses atrás

nao acha ninguem disponivel pra capinar um quintal fazendeiros nao conseguem um funcionario pra nada na construcao civil a mesma coisa, qdo traz gente de fora tem que ter hotel 5 esrelas restaurante chik e salario altissimo os custos sao mais altos que o lucro so deus na causa querem beneficios e sem contribuiçao do povo que paga , governo distribui mas nao gera so o contribuinte, patriotismo e a base

Artigos relacionados

Últimas Notícias