João Pinheiro registra 8 casos prováveis de dengue e 2 de chikungunya em 2021

Dados foram divulgados pelo Estado de Minas

Os municípios do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste registraram mais 45 casos prováveis de dengue em dezembro e chegaram 3.536 registros em 2021. João Pinheiro registrou 8 durante todo o ano.

A informação é do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgado na última quarta-feira (22). O informativo também contabilizou 127 notificações em averiguação de chikungunya e 20 de zika nos municípios nas regiões.

Os dados são acumulados de 4 de janeiro de 2021 até 21 de dezembro sobre a incidência do Aedes aegypti nas cidades do Estado. O mosquito é o transmissor da dengue, zika e chikungunya.

De acordo com o boletim, Uberlândia, Santa Vitóriavaz e Uberaba lideram o ranking. Até o momento são, respectivamente, 656, 531 e 396 notificações.

Incidência do Aedes Aegypti

Nesta atualização, as regionais não tiveram alterações na incidência do Aedes aegypti. Confira abaixo a tabela com a situação de cada uma.

Segundo a SES-MG, o resultado da avaliação é feita após a junção de 9 indicadores, como casos prováveis de dengue, zika e chikungunya, internações pelas doenças e outros. No fim, o valor é somado.

Baixo: menor que 24 / Médio: 25 a 49 / Alto: 50 a 74 / Muito alto: maior que 74.

Índice de incidência do Aedes aegypti nas regiões

  • Uberaba 8 – Baixo Risco
  • Unaí 9 – Baixo Risco
  • Ituiutaba 8 – Baixo Risco
  • Patos de Minas 37 – Médio Risco
  • Uberlândia 12 – Baixo Risco

Chikungunya e zika

Em relação à chikungunya, as regiões registraram 127 casos prováveis em 2021, sendo que 89 foram em Uberaba. Em João Pinheiro, foram dois casos prováveis de chikungunya.

Já de zika, são 20 casos prováveis nas cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas. João Pinheiro não registrou nenhum caso provável de zika.

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Luiza Mendes
4 meses atrás

estiver conversando com filho do motorista Morais da prefeitura ele me explicou um pouco, ele como médico falou se a gente não fazer nossa parte que esses casos tem que aumentar é muito

Artigos relacionados

Últimas Notícias