InícioCidadeJovem com tornozeleira agride homem que mostrou genitália a mulheres; "pode me...

Jovem com tornozeleira agride homem que mostrou genitália a mulheres; “pode me trancar de novo, não me arrependo”

O rapaz agrediu o homem e foi detido pela Polícia em Patos de Minas

Publicado em

Um jovem que responde a um processo criminal em liberdade com tornozeleira eletrônica foi detido pela Polícia Militar neste sábado (22) depois que agrediu um homem de 44 anos que teria mostrado o órgão genital a mulheres no terminal rodoviário de Patos de Minas. Na delegacia, ele afirmou que não se arrependia de tê-lo agredido. 

As informações, divulgadas em primeira mão pelo site Clube Notícias, apontam que uma funcionária foi abordada pelo homem enquanto higienizava o banheiro masculino. Ele se aproximou dela, abriu o zíper da calça e mostrou o órgão genital à mulher, que saiu do local rapidamente e bastante abalada. 

O homem não ficou satisfeito e se aproximou de outras duas mulheres, quando finalmente foi parado pelo jovem e por outro homem que assistiram a cena. Eles agrediram o suspeito, causando lesões no rosto e nos braços e, momentos depois, a PM foi acionada. O suspeito foi detido por ato obsceno e importunação sexual.

Na delegacia, a Polícia constatou que o jovem que agrediu o suspeito responde a um processo criminal em liberdade com a utilização de tornozeleira eletrônica. Questionado, ele afirmou que não se arrependia do que fez. “Podem tirar meu benefício e me levar de volta, mas pago cadeia feliz por bater nesse indivíduo”.

As mulheres vítimas do suspeito não foram encontradas pela Polícia. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários