17.6 C
João Pinheiro
sexta-feira, julho 30, 2021

Laudo aponta que homem infartou por consumo excessivo de drogas durante assalto a fiéis em Minas Gerais

Pastor que liderava o culto no Monte das Piabas rezou pela alma da dupla de assaltantes e um deles caiu morto no chão

A tentativa de assalto foi registrada no dia 5 de junho na zona rural de Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte. O laudo do IML constatou que o homem infartou. O outro envolvido no crime se entregou à polícia.

A delegacia responsável pelo caso revelou, na última quarta-feira (16), a causa da morte do homem que morreu no momento em que ia assaltar o grupo de fiéis. O laudo constatou que ele havia consumido drogas por um longo período, de modo que a causa da morte confirmada foi associação de drogas e infarto.

O caso foi avaliado pela polícia como inusitado porque o homem morreu sem causa aparente, após a oração de um pastor. “No local do ocorrido muitas pessoas que presenciaram a tentativa de assalto, e a morte do homem, nos contaram que o assaltante teria morrido depois da oração do pastor. Nós a primeiro momento achamos a situação inusitada. Respeitamos a religiosidade e crenças. Porém, como polícia somos embasados por provas científicas”, explicou o delegado responsável pelo caso, Alex Dalton.

Outro envolvido

O outro envolvido no crime que estava foragido, um rapaz de 25 anos, se entregou à polícia na última segunda-feira (14). Conforme o delegado responsável pelo caso, o rapaz era dependente químico, não possuía antecedentes criminais e vai responder em liberdade pelos crimes de associação criminosa e tentativa de assalto. “Foi percebido que o rapaz não apresentava risco a sociedade. Ele é dependente químico, por isso, foi internado em uma clínica de recuperação a pedido de uma igreja evangélica da capital”, concluiu Dalton.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias