Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioMinas GeraisLaudo aponta que homem infartou por consumo excessivo de drogas durante assalto...

Laudo aponta que homem infartou por consumo excessivo de drogas durante assalto a fiéis em Minas Gerais

Pastor que liderava o culto no Monte das Piabas rezou pela alma da dupla de assaltantes e um deles caiu morto no chão

Publicado em

A tentativa de assalto foi registrada no dia 5 de junho na zona rural de Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte. O laudo do IML constatou que o homem infartou. O outro envolvido no crime se entregou à polícia.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

A delegacia responsável pelo caso revelou, na última quarta-feira (16), a causa da morte do homem que morreu no momento em que ia assaltar o grupo de fiéis. O laudo constatou que ele havia consumido drogas por um longo período, de modo que a causa da morte confirmada foi associação de drogas e infarto.

O caso foi avaliado pela polícia como inusitado porque o homem morreu sem causa aparente, após a oração de um pastor. “No local do ocorrido muitas pessoas que presenciaram a tentativa de assalto, e a morte do homem, nos contaram que o assaltante teria morrido depois da oração do pastor. Nós a primeiro momento achamos a situação inusitada. Respeitamos a religiosidade e crenças. Porém, como polícia somos embasados por provas científicas”, explicou o delegado responsável pelo caso, Alex Dalton.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Outro envolvido

O outro envolvido no crime que estava foragido, um rapaz de 25 anos, se entregou à polícia na última segunda-feira (14). Conforme o delegado responsável pelo caso, o rapaz era dependente químico, não possuía antecedentes criminais e vai responder em liberdade pelos crimes de associação criminosa e tentativa de assalto. “Foi percebido que o rapaz não apresentava risco a sociedade. Ele é dependente químico, por isso, foi internado em uma clínica de recuperação a pedido de uma igreja evangélica da capital”, concluiu Dalton.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos