Publicidade
Atendimento emergencial OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioCidadeOperação apreende 33 mil litros de agrotóxico ilegais, 6 aeronaves no Noroeste,...

Operação apreende 33 mil litros de agrotóxico ilegais, 6 aeronaves no Noroeste, Triângulo e Alto Paranaíba

Batizada de Ceres, megaoperação resultou ainda na aplicação de R$ 1,5 milhão em multas a empresas e proprietários rurais de Iturama, Uberlândia e Unaí

Publicado em

Multas milionárias, aeronaves interditadas e apreensão de toneladas de agrotóxicos ilegais são alguns dos resultados de uma ação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama, que contou com o auxílio de ao menos mais três órgãos: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento -MAPA, Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC e o Secretaria de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de MG – SEMAD/MG.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

A operação, que começou na última segunda-feira, 7 de novembro, terminou nesta sexta, 11 de novembro, foi deflagrada em três cidades – Iturama, Uberlândia (ambas no Triângulo Mineiro) e Unaí (Região Centro-Oeste). No total, 30 estabelecimentos, entre empresas e proprietários rurais, foram fiscalizados.

Até o momento, foram lavrados 24 autos de infração, cujo valor total supera R$ 1,5 milhão. Também foram emitidas 32 notificações e intimações para apresentação de documentação referente à atividade de pulverização aérea de agrotóxicos, com expectativa de que novas multas possam ser geradas após o processamento final, com a análise dos documentos requisitados.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Um detalhe importante dessa operação foi a retirada de circulação de cerca de 33 mil litros de agrotóxicos. Seis aeronaves foram interditadas. A operação contou com a participação de 42 agentes.

A investigação combate principalmente a pulverização clandestina e utilização de agrotóxicos ilegais, que são alternativas para o agricultor que busca baratear os custos de produção, expondo o meio-ambiente e a saúde humana a sérios riscos.

Publicidade

Entre os locais visitados pelos agentes estão galpões, locais de depósito e de preparo dos agrotóxicos, além do pátio de descontaminação das aeronaves. O objetivo foi certificar se a atividade de pulverização de agrotóxicos em lavouras das cidades em questão está sendo desenvolvida de acordo com as exigências estabelecidas na legislação vigente.

Números

O Brasil possui a segunda maior frota agrícola do mundo, ficando atrás apenas dos EUA. Minas Gerais é um dos oito estados brasileiros que detêm 90% da frota do país.

Publicidade

Segundo Rodrigo Herles, chefe da unidade do Ibama em Uberlândia, “a operação Ceres é uma ação necessária e urgente. O uso irregular de agrotóxico tem consequências danosas não só para o meio-ambiente, como para saúde da população, que tem o direito de consumir alimentos saudáveis”.

Nos últimos 35 anos, a área ocupada com agricultura em Minas Gerais passou de 807.165 hectares para 4.718.738. Isso, considerando-se, segundo o representante do Ibama, apenas o período entre 2009 a 2020, em que a área ocupada com agricultura passou de 3.313.527 para 4.639.440 hectares, o que corresponde a um crescimento de 40%.

Publicidade

Nesse período, o volume de agrotóxicos comercializados no estado saltou de 306.785,10 para 686.349,87 toneladas, que representa um crescimento de 123,7%. A aviação agrícola brasileira entrou 2022 com uma frota de 2.432 aeronaves – 2.409 aviões e 23 helicópteros.

Em Minas Gerais, são 100 aeronaves, sendo que o estado é o sexto do ranking por estado. O Ibama vem acumulando informações, em conjunto com ações regionais da Anac e MAPA, e que demonstra que a atividade é repleta de irregularidades nos procedimentos básicos de segurança de voo, com omissão de registros obrigatórios em diário de bordo, uso de equipamentos não homologados, manutenção deficiente em oficinas não autorizadas, pilotos não habilitados e uso de aeronaves com certificação suspensa ou cancelada; bem como a falta ou desobediência aos parâmetros estabelecidos no receituário agronômico, documento obrigatório para aplicação aérea.

Publicidade
FonteEM

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Zé Povim
13 dias atrás

E o “AGRO” todo certinho…

Zé povão
12 dias atrás
Resposta para  Zé Povim

Simples sem o Agro vc não vive Mula veia.

mais artigos