InícioPoliciaisPaciente é presa depois de agredir e ameaçar dar tiro na cabeça...

Paciente é presa depois de agredir e ameaçar dar tiro na cabeça de médica no Pronto Socorro de Patrocínio

Ela disse que sofre de transtornos psiquiátricos e foi parar na delegacia

Publicado em

Uma mulher de 45 anos foi presa, pela Polícia Militar, depois de agredir e ameaçar matar uma médica no Pronto Socorro Municipal de Patrocínio. Isso tudo aconteceu, porque ela ficou insatisfeita com a demora no atendimento. Mesmo encaminhada pelo Samu, a paciente foi considerada como de baixa prioridade. Ela disse que sofre de transtornos psiquiátricos e foi parar na delegacia.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma viatura foi acionada na unidade hospitalar pois uma paciente havia agredido uma médica que estava trabalhando no local. A vítima de 26 anos disse aos militares que estava em seu plantão e que a mulher chegou encaminhada pelo Samu. Ela passou pela triagem e foi classificada como baixa prioridade de acordo com o protocolo de Manchester, procedimento adotado em que as pessoas são atendidas pela gravidade em que se encontram e não por ordem de chegada.

A vítima contou ainda que, em determinado momento, a mulher começou a se exaltar e a questionou o motivo da demora. Ela foi informada de que seria atendida em breve e nesse momento começou a xingar e ameaçar a médica dizendo que ia “dar um tiro na cabeça dela”. Testemunhas informaram que ela saiu da unidade e que os vigilantes foram informados da situação.

Após alguns minutos, ela teria aproveitado um descuido dos vigilantes e invadiu o consultório da médica de 26 anos. Ela agrediu a profissional com puxões de cabelo, tapas e a puxou pelo braço. A mulher só parou depois de ser contida pelos outros profissionais de saúde que estavam na unidade. Em conversa com os policiais, ela disse que sofre de transtornos psiquiátricos, ansiedade e depressão.

Diante dos fatos, a mulher de 45 anos recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos