Publicidade
Atendimento emergencial OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioCidadePatrão de jovem morto com picada de cobra desmente versão apresentada por...

Patrão de jovem morto com picada de cobra desmente versão apresentada por médicos em João Pinheiro

Joaquim Francisco de Oliveira é proprietário da empresa JM Florestal LTDA e procurou o JP Agora para desmentir que Rosenildo estava embriagado

Publicado em

O caso do jovem de 22 anos que morreu por picada de cobra no último fim de semana em João Pinheiro sofreu uma grande reviravolta na tarde desta segunda-feira, 04 de abril. Depois de apurar o caso com a direção da UPA e com um dos médicos responsáveis pelos atendimentos a Rosenildo Ribeiro de Souza, a redação do JP Agora foi contatada pelo patrão do jovem, o empresário Joaquim Francisco de Oliveira, proprietário da JM Florestal LTDA, atual empregadora de Rosenildo. Ele rebateu a versão apresentada pela equipe médica e disse que vai atrás dos responsáveis. Confira, a seguir, a entrevista concedida à nossa reportagem.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

Joaquim Francisco de Oliveira se apresentou ao JP Agora bastante nervoso, principalmente em razão das acusações de que Rosenildo estava embriagado. É que os médicos disseram que o jovem chegou embriagado na UPA e que isso dificultou o diagnóstico precoce da picada e, além disso, impediu que o jovem contasse que havia sido picado por uma cobra.

Em contrapartida, Joaquim afirmou que seu funcionário não estava embriagado. Segundo informado pelo patrão, Rosenildo estava no alojamento da fazenda e resolveu andar no mato após o expediente, um costume que ele mantinha, e retornou reclamando que havia enfiado o pé em um buraco e que o havia torcido. Depois, Rosenildo deitou em seu quarto e foi socorrido instantes depois pelos companheiros de alojamento quando ele já soava de dor.

Publicidade
Banho e tosa para seu Pet - POP Pet Center João Pinheiro

“Terminaram o transporte de madeira, ele veio para o alojamento, tomou banho e saiu para o mato com estilingue para caçar, ele tinha essa mania. Quando voltou para o alojamento, já veio mancando e reclamando que havia enfiado o pé no buraco e torcido. Isso aconteceu por volta das 19 e pouco. Quando os outros entraram no quarto, ele já estava soando de dor. Chamaram um encarregado, pegou o carro do vizinho e foram para João Pinheiro” disse Joaquim à reportagem do JP Agora.

Os companheiros de alojamento socorreram o jovem até a farmácia de Canabrava, onde foram informados de que ele deveria ser trazido à João Pinheiro imediatamente. Então, já na UPA, Rosenildo estava acompanhado por um dos funcionários, conforme apontou Joaquim. Sobre as primeiras conversas entre o acompanhante e a equipe médica, Joaquim afirmou que vai gravar o depoimento do acompanhante de Rosenildo na próxima quarta-feira.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

Apesar disso, o empresário já adiantou que, ainda na UPA, este funcionário ajudou Rosenildo a colher urina para os exames e que a coloração já estava estranha. Ainda na UPA, o primeiro suposto diagnóstico dado ao jovem era de meningite. Então, ele foi posto em isolamento até que os resultados dos exames ficaram prontos, apontando para uma doença muscular rara que é encontrada, dentre outras causas, quando o paciente é picado por cascavel.

Para o JP Agora, a própria equipe médica afirmou que a doença também pode ser causada por excesso de atividade física e, inclusive, pelo etilismo, reafirmando, assim, o suposto quadro etílico do jovem. No entanto, Joaquim garantiu diversas vezes que Rosenildo não estava embriagado.

Publicidade

“Vou pegar o relatório. Meu funcionário, era um filho que eu não tive. Começou a trabalhar comigo moleque, 22 anos, ele que cuidava da mãe e dos três irmãozinhos. O que eu vi o povo dele, professores dele falar dele, ele não merece essa calúnia. Os exames vão detectar mesmo se ele estava alcoolizado, o que não é verdade” pontuou.

Fotografia mostra ferimento causado por presa da cobra na sola do pé do jovem

Joaquim apresentou ao JP Agora uma foto da sola do pé de Rosenildo do que seria a lesão de entrada da presa da cascavel. Como o jovem voltou do mato reclamando que havia enfiado o pé no buraco e que havia torcido, a explicação apresentada é que, neste momento, ele foi picado pela cobra, mas que por ter enfiado o pé no buraco, não cogitou que a dor era de uma picada de cobra ou que a pequena lesão poderia ser da presa de uma cascavel.

Publicidade

Nem mesmo os companheiros de alojamento puderam afirmar naquele primeiro instante de que se tratava de uma picada de cobra, o que não exime a responsabilidade dos técnicos, enfermeiros e médicos da UPA, na visão de Joaquim.

“Mesmo se ele soubesse que foi picado pela cascavel, ia dar o antidoto e com certeza ele ia estar vivo. Como nem ele sabia que era cascavel, ele nem viu o furinho no pé, como o trem é muito forte, a dor tomou conta. Se o cascavel picar uma pessoa, se for fazer exames, ele causa essa doença. Aplicou o antidoto, neutraliza o veneno. Por isso que constataram que era essa doença, doença rara. Aí no outro dia, a informação que me falaram que no outro dia uma funcionária percebeu esse pequeno orifício, que foi quando a declaração de óbito já veio com a informação de que ele foi picado pela cascavel” pontuou Joaquim.

Publicidade

O empresário finalizou a entrevista garantindo que vai atrás de todas as informações sobre o atendimento prestado a Rosenildo e que vai atrás dos responsáveis, incluindo o JP Agora por ter divulgado a notícia. A esse respeito, a redação e toda a equipe do site esclarece que a notícia foi redigida e publicada considerando estritamente àquilo que foi apurado com a equipe médica que atendeu Rosenildo. O site se coloca à disposição para novas apurações e se compromete a continuar acompanhando o caso.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
19 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Paulo Fernando
7 meses atrás

Esse Joaquim e pessoa muito seria e direita confio mas nele

7 meses atrás
Resposta para  Paulo Fernando

A medicina em João Pinheiro é uma porcaria. Tanto UPS, Municipal ou Santana é tudo uma porcaria.

Faruk
7 meses atrás
Resposta para  [email protected]

Fui no Santana procurar atendimento para fazer um exame, pensa na educação da recepcionista , a educação tinha ficado em casa

Leni França
7 meses atrás

Se a queixa era o pé machucado, porque não examinaram o pé ?

Vastí Rocha
7 meses atrás
Resposta para  Leni França

Concordo, o pé era a referência da dor

Publicidade
Pessoa
7 meses atrás

Há pouco tempo teve outro caso parecido, em que disseram que o paciente estaria sob efeitos de drogas ( https://jpagora.com.br/pinheirense-sofre-derrame-cerebral-e-familia-cobra-providencias-da-prefeitura-de-joao-pinheiro/ )

População
7 meses atrás

Fizeram essa msm acusação com um amigo meu quando ele chegou no P.A o médico de plantão disse que ele estava bêbado e drogado sendo q ele tinha sido picado por um jaracuçu São todos despreparados esses médicos quem acabou descobrindo foi o finado Alfredino da farmácia…

Publicidade
Triste
7 meses atrás

Cadê o dito chefe do pa osmar , deveria esclarecer o assunto, homem falso , sem postura , por isso que acontece essas coisas, profissinalismo zero.

JACARE BANGUELA
7 meses atrás

PAPAI PAGA E OBRIGA O FILHO A SER MEDICO SEM VOCAÇAO NENHUMA DA NISSO !!! ACHA QUE E MIL MARAVILHAS SO PENSA NOS ESTATOS E DAI QUANDO SE VE TRABALHANDO QUANDO VE A REALIDADE DESANIMA
MEDICINA E VOCACAO DEDICACAO E MUITO TRABALHO

Publicidade
Regis
7 meses atrás

Isso é só uma amostra do que esses médicos fazendo residência estão fazendo de errado nessa upa, quantas vidas já foram ceifadas lá por negligência médica. Eu mesma já passei por isso. Mas como aqui em JP não podemos falar nada, deixa se fosse em outra cidade. Indignada

Luiz Antônio
7 meses atrás

essa upa tinha que ter mais respeito mos a gente não sabe se prefeito é o HELI ou Edinho Joaquim vão até o final acredito em vc.
o Filho do Moraes motorista Médico falou que tá estranho

Publicidade
Galo doido
7 meses atrás

Infelizmente a saúde em tá uma porcaria só medicozinhos aprendiz nenhum médicos formado e com pós graduação por isso foram ceifadas muitas vidas durante a pandemia que poderia ter sido evitadas entabavan as pessoas sem saber o que estavam fazendo tem relatos de pessoas que não deixaram ser entubadas estão aí levando a vida normal

Laila
7 meses atrás

Falei q a história tava mal contada, agora sim, vai apurar os fatos do q realmente aconteceu.

Publicidade
Rosa mística
7 meses atrás

Na verdade que tem um monte de médicos e enfermeiros formando por estatos, não por amor a vida…tá um desdeixo com a vida humana, verdade é isso!!#ferro neles.

Vitor Hugo
7 meses atrás

Sem dúvida é importante que se esclareça e apure os fatos pois por um lado um jovem trabalhador que teve a vida enterrompida por uma fatalidade, por outro lado a empresa o empresário e também familiares que ficam com o sentimento de perda de um servidor e um ente querido exemplar, e por consequência a atuação dos profissionais de saúde que vivenciam situações delicadas no exercício de suas atividades diariamente.

Publicidade
xxxx
7 meses atrás

Sem comentários para o português sofrível de quem escreveu a reportagem. A redação deveria investir em cursos básicos de ortografia e semântica.

Nando
7 meses atrás
Resposta para  xxxx

Apresente seu currículo à redação ou seja um voluntário para ensiná-los, pois percebe-se seu domínio com a norma culta e experiência na confecção de textos jornalístico.

xxxx
7 meses atrás
Resposta para  Nando

Não sou jornalista portanto não poderia enviar algum currículo. No entanto, em demonstração de boa vontade, aqui vai um conselho: o correto é ensinar-lhes, não ensiná-los já que se trata de um objeto indireto. Abraços.

g1 tá perdendo
7 meses atrás
Resposta para  xxxx

acompanho o site e não concordo com seu comentario, pelo cotrario, os texto melhoraram muito nos ultimos anos. pq n faz como o cara ai de cima falou e envia seu curriculo para o site seu zé

mais artigos