InícioBrasilPreço da gasolina sobre 1,89% na primeira quinzena de janeiro no Brasil

Preço da gasolina sobre 1,89% na primeira quinzena de janeiro no Brasil

O estudo levou em consideração as cifras praticadas em mais de 25 mil estabelecimentos no país

Publicado em

Apesar das quedas na última semana, o preço do litro da gasolina nos postos no Brasil apresentou na primeira quinzena de janeiro de 2023 aumento de 1,89% em comparação com dezembro de 2022. O valor médio foi de R$ 5,264, conforme levantamento feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas. O estudo levou em consideração as cifras praticadas em mais de 25 mil estabelecimentos no país.

A alta dos preços da gasolina nos primeiros quinze dias do ano foi registrada após uma queda de 1,60% ocorrida em dezembro, que havia sido precedida de um aumento em novembro e redução nos quatro meses anteriores. Entre junho e setembro de 2022 a Petrobras reduziu quatro vezes seguidas o valor da gasolina para as distribuidoras. Além disso, o ciclo de queda dos preços dos combustíveis foi alimentado pela limitação do ICMS sobre esses produtos nos estados, instituída pela Lei Complementar 194/22, de 24 de junho.

“Após aumento registrado nos primeiros dias de 2023, devido às incertezas sobre uma nova política de preços da Petrobras e sobre os impostos federais que incidem sobre os combustíveis, na segunda semana do ano já observamos uma reacomodação dos preços, refletindo a queda nos preços internacional do petróleo e também do etanol anidro, que é usado na composição da gasolina vendida nos postos”, diz Brendon Rodrigues, Head de inovação e responsável pela área de mobilidade na ValeCard.

Os dados da primeira quinzena de janeiro de 2023 mostram que os estados brasileiros que registraram maior alta do preço da gasolina foram Ceará (6,75%), Bahia (6,41%) e Amapá (5,99%). Por outro lado, seis estados apresentaram queda de preços: Acre (-4,18%), Rondônia (-1,37%), Pernambuco (-1,00%), Maranhão (-0,98%), Paraná (-0,67%) e Paraíba (-0,20%).

Considerados os preços médios praticados nos estados, o maior valor foi registrado em Roraima, onde o combustível foi vendido por R$ 6,181; já o menor valor médio foi de R$ 4,987, na Paraíba. Entre as capitais, o valor médio do combustível nos primeiros quinze dias de 2023 foi de R$ 5,184, o que representa um aumento de 1,85% em relação a dezembro de 2022.

Campo Grande (R$ 4,850), João Pessoa (R$ 4,933) e Cuiabá (R$ 4,949) foram as capitais com preços mais baixos na quinzena. Já os maiores valores médios foram encontrados em Fortaleza (R$ 5,837), Belém (R$ 5,667) e Boa Vista (R$ 6,196).

Etanol só é vantajoso em Mato Grosso

Na primeira quinzena de janeiro de 2023, o preço médio do etanol no País foi de R$ 4,017, o que representa um aumento de 2,93% em relação ao mês anterior, quando o valor médio era de R$ 3,090.

Segundo a ValeCard, para que o uso de etanol compense financeiramente em relação ao uso da gasolina, descontando fatores como autonomias individuais de cada veículo, o valor do litro do combustível renovável deve ser igual ou inferior a 70% do preço do litro do combustível fóssil.

Considerando essa metodologia, na primeira quinzena de janeiro valeu a pena abastecer com etanol apenas em Mato Grosso, no qual o valor do etanol ficou equivalente a 70% do preço da gasolina.

FonteO Tempo

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos