Prefeito de Patos de Minas discute com manifestantes na frente da prefeitura

Com faixas e gritos de ordem, os comerciantes cobraram a reabertura dos comércios

Comerciantes de Patos de Minas foram até a porta da Prefeitura Municipal no início da tarde desta quinta-feira (04) protestar contra o fechamento das atividades comerciais. O Prefeito Luís Eduardo Falcão chegou a usar o megafone dos comerciantes para rebater as críticas. Com faixas e gritos de ordem, os comerciantes cobraram a reabertura dos comércios. O prefeito se exaltou durante o protesto.

Os comerciantes promoveram um buzinaço percorrendo o estacionamento da Prefeitura Municipal e depois pararam em frente à Cidade Administrativa. Com faixas e gritos de ordem, eles cobraram a reabertura das atividades que foram fechadas em uma deliberação do Governador Estadual Romeu Zema, nessa quarta-feira (03).

Em certo momento, um dos comerciantes se exaltou e passou a propor medidas para evitar a disseminação do coronavírus e até a cura da Covid-19. Ele chegou a indicar medicamentos que não possuem evidência que já estavam disponíveis na rede de saúde para tratar os pacientes, mas não surtiu o efeito.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

Com gritos de “Queremos trabalhar”, os comerciantes destacaram as contas que possuem para pagar e que não irão conseguir caso permaneçam fechados. Eles chegaram a dizer que terão que demitir funcionários e as pessoas morrerão de fome e depressão se não puderem trabalhar.

Bastante exaltado, o Prefeito Falcão rebateu as críticas dizendo que a situação é muito pior do que a vivida no ano passado. No entanto, ele disse que iria flexibilizar as restrições, mas isso não foi possível devido à intervenção do Governo Estadual decretando a Onda Roxa. Ao final, o Prefeito Falcão retirou a máscara do rosto, jogou documentos que estavam em sua mão ao solo e adentrou à Prefeitura. “Se quiserem conversar, formem uma comissão com 3 representantes”, disse virando as costas.

10 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


10 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Jorge
10 meses atrás

Parabéns aos comerciantes de patos esta certo lutar por seus direitos e nao se entregar, ninguem vai ajudar a por comida em casa

Marcos Castro
10 meses atrás

Rapaz, eu que não queria ser prefeito nessa época. Sabe qual é o maior problema? Redes sociais. Você abre qualquer rede social (Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, etc) você irá ver somente notícias as quais você acredita e consome com frequência, se você é fã de BBB, vai ver só postagens sobre o programa, se você odeia, vai ser páginas de matérias sentando o pau no programa e pedindo o fim dele, se você é de direita, vai ver só notícias de direita, se é de esquerda, só de esquerda, se você acredita na doença, vai ver mensagens dizendo parar tomar… Leia mais »

Lorena
10 meses atrás

Reclama de fechar o comércio mas não segue as regras. Não para de aglomerar, proíbe venda de bebidas , sai todo mundo comprando escondido. Se todo mundo fizesse sua parte não estaria nessa situação. Já fugiu do controle dos prefeitos, agora é ter paciência !

O conservador
10 meses atrás

Olha o nível da argumentação do povo: “Tem que obrigar o médico a receitar ‘tratamento precoce’ (Cloroquina, Ivermectina e afins)”; o que é cientificamente comprovado que não funciona “Lockdown não funciona”. Quem tem 2 neurônios sabe que funciona, porque é uma doença altamente transmissível pelo contato ou proximidade. Logo, se as pessoas tem menos contato ficando em casa tem menos vírus se espalhando, cai a taxa de transmissão e poderemos liberar leitos. É triste o lockdown, mas é mais triste ainda ver pessoas morrendo asfixiadas por esse vírus maldito na fila de hospitais. Se você é contra o lockdown porque… Leia mais »

Jorge
10 meses atrás
Resposta para  O conservador

Quem defende lockdom, acredito que nao tem nenhum neurônio mostre onde funciona,agora vc q ta com salario garantido, vai defender mesmo sera que se tivesse que manter comércio e funcionários estaria defendendo

10 meses atrás
Resposta para  O conservador

Olha o exemplo da Argentina retardado.

Cada um com seus deveres e direitos
10 meses atrás
Resposta para  O conservador

E o que adianta fechar o comércio, se as festinhas continuarem… O proublema nem é no comércio, tem como controlar e exigir o uso de EPI’s e a higienização.

Última edição 10 meses atrás by Cada um com seus deveres e direitos
Problema do grande.
10 meses atrás

Isso que dá, presidente maluco que incentiva uma desinformação dessa e o prefeito sem saber o que fazer, tem que aguentar tanta ignorância e BURRICE desses alienados. O argumento “então fecha tudo” é o exemplo do egoísmo, da infantilidade, do mal caratismo dessas pessoas, ora, seu problema é com seu comércio fechado ou com o dos outros abertos? Se fechar tudo você é a favor do Lockdown? País tá perdido

Jorge
10 meses atrás
Resposta para  Problema do grande.

Com certeza vc e funcionário público o seu ta garantido queria ver falar p fechar se nao tivesse como ganhar dinheiro. Se for p fechar q feche tudo então ai sim e distânciamento ninguem vai sair pq nao tem posto e supermercado

Zé Povim
10 meses atrás
Resposta para  Problema do grande.

Vish! Tocou o berrante miseravi! te prepara para o monte de Bozominions.

Artigos relacionados

Últimas Notícias