Revolta: pinheirenses reclamam de filas e de demora no atendimento da Caixa de João Pinheiro

O sol forte aumenta ainda mais o desconforto daqueles que precisam de atendimento e não podem se aglomerar dentro da agência em razão da Covid-19

Não é de hoje que os pinheirenses vem reclamando sobre o atendimento presencial da Caixa Econômica Federal da cidade de João Pinheiro. Com a pandemia, o quadro de funcionários foi reduzido, assim como o número de pessoas atendidas de uma só vez como forma de se evitar aglomerações e a proliferação do coronavírus. Ocorre que as necessidades dos clientes não diminuíram na mesma proporção, ou até mesmo aumentaram em razão da crise, o que faz com que filas enormes se formem do lado de fora da agência praticamente todos os dias.

Apesar da enorme fila se formar diariamente, aparentemente, nenhuma medida foi tomada pela agência para trazer um mínimo de conforto para os clientes, que ficam por horas em pé aguardando a vez. Para evitar passar muito tempo na fila, alguns chegam bem cedo, antes das 7h da manhã, para ser um dos primeiros atendidos.

A equipe de reportagem do JP Agora conversou com alguns clientes. Indignados, todos reclamam por providências tanto para que o tempo de espera seja reduzido quanto para que recebam um tratamento melhor por parte da agência.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

Claudia Sampaio, cliente da agência da Caixa em João Pinheiro, fez um desabafo nas redes sociais cobrando dos responsáveis que diminuíram os atendentes para evitar aglomeração de pessoas dentro da agência.

“Meu Deus, em vez de aumentar o atendimento para que não ocorra aglomeração, diminui o número de funcionários com discurso que é prevenção. Como assim prevenção? Isso é assassinato em massa”

Procurada pela reportagem do JP Agora, Cláudia relatou que chegou ao banco às 08 horas da manhã, quando já havia uma fila enorme, e conseguiu ser atendida somente às 14:30 horas.

“Não sei se é porque era segunda-feira porque o pessoal costuma falar que na segunda a demanda é bem maior, mas realmente tinha muita gente. A desorganização deles está muito grande. O atendimento só agiliza quando estão perto do horário de fecha porque aí todos os funcionários começam a atender para que eles possam fechar no horário certo, mas, antes disso, 1 ou 2 funcionários atendendo aquela fila enorme de gente.”

Na manhã de ontem, 3 de março, por volta das 06 horas, um repórter do JP Agora foi até o local e constatou a presença de oito clientes que já aguardavam atendimento. Um deles havia chegado no local ainda mais cedo, por volta das 05 horas. Segundo ele, a estratégia de chegar cedo, apesar de cansativa, funciona.

“Cheguei cedo para ser um dos primeiros a ser atendido. Assim, eu evito a aglomeração e também não fico muito tempo em pé no sol esperando porque, se deixar para vir depois das 09 horas, com toda certeza antes das 15 você não consegue ser atendido. Eles estão muito devagar.”

O JP Agora contatou o gerente da agência e questionou sobre o assunto, mas fomos informados que as respostas podem ser dadas somente pelo setor responsável. Segundo o gerente, as perguntas foram encaminhadas e, em breve, a agência se pronunciará oficialmente sobre as reclamações dos clientes.

8 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


8 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
E se vai....
10 meses atrás

O lugar de maior aglomeração de João Pinheiro é a Caixa Econômica….

Renato
10 meses atrás

Fora o aplicativo que todos os dias dar problema por isso que mudei meus pagamentos para outros bancos isso é uma falta de respeito com os seres humanos

Tião
10 meses atrás

Eu reclamo de Instituições financeiras através do BACEM, ( Banco Central) lá tem um canal exclusivo para denúncias e reclamações, quando você abre uma reclamação ou denúncia, o Banco ou Instituição Financeira, pela qual você fez o registro, recebe através do BACEM, a sua reclamação e ela tem até dez dias para estar solucionando o seu problema.

Jararaca Ensaboada
10 meses atrás

Esse banco é RIDÍCULO, já percebi isso a muiiiiitos anos atras, encerrei minha conta e fui para outra instituicao financeira. Hoje sou atendido em no máximo 30 minutos, e olha que vou no banco praticamente todos os dias.

João
10 meses atrás

É simples, mudem de banco. Os piores atendimentos estão no Banco do Brasil e na Caixa Econômica.

opinião
10 meses atrás

A quela caixa virou uma bagunça; Porque não aumenta os funcionários? ou estende os hórarÍo de atendimento. ate as 4. horas da tarde.

opinião
10 meses atrás

Uma falta de respeito com os Clientes, de pé com sede, com fome, esperando os folgados que esta sentados no ar condicionado

?
10 meses atrás

Acho que o problema é muito mais profundo. O mundo passando por uma pandemia, pessoas morrendo, sofrendo.
Os funcionários do banco também são seres humanos, que tem famílias e estão diariamente sendo expostos ao contágio do coronavírus, colocando seus entes em risco. Já pensaram nisso? Mais empatia com o próximo, mais respeito e um pensamento mais altruísta. Nossas vontades e problemas individuais não são mais importantes que o coletivo.
Usem máscara, evitem filas e se informem antes de passar horas nas filas. Uma grande parte dos que lá estão não precisariam estar lá.

Artigos relacionados

Últimas Notícias