Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioDestaqueProstituta que aliciou filha de 12 anos para homem de 40 anos...

Prostituta que aliciou filha de 12 anos para homem de 40 anos estuprar em João Pinheiro continua presa

Ela e o homem tiveram suas prisões preventivas decretadas pela justiça

Publicado em

A garota de programa presa em flagrante no último dia 26 por aliciar sua filha de 12 anos para um homem de 40 anos a estuprar em João Pinheiro teve a prisão em flagrante convertida para preventiva. O homem, pego no flagra saindo do quarto da menor apenas de calção e bastante suado, também continua preso. Ambos estão recolhidos no presídio de Paracatu e serão encaminhados ao presídio de João Pinheiro.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

Como a prisão aconteceu durante a madrugada, a mulher e os dois homens que estavam na residência foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Paracatu, que atende os plantões de João Pinheiro. Diante da gravidade do caso, o Delegado que recepcionou a ocorrência manteve o flagrante e manifestou pela conversão em prisão preventiva da garota de programa mãe da adolescente e do homem que foi flagrado no quarto com ela. O segundo homem, que fazia sexo com a garota de programa no quarto ao lado da adolescente, foi liberado.

O caso repercutiu em todo o estado. Jornais de peso como Itatiaia, O Tempo e Estado de Minas compartilharam a reportagem do JP Agora, noticiando o ocorrido.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Mulher assumiu que é garota de programa, mas afirmou que não estava de serviço

Tudo começou com uma denúncia anônima vinda de um posto de combustíveis em João Pinheiro. O denunciante afirmou que três adultos e uma criança estavam em uma caminhonete abastecendo no estabelecimento com destino à Rural Minas, bairro afastado do centro urbano da cidade. A menor estava no banco de trás ao lado de um homem e apresentava desconforto com a situação, o que motivou a ligação anônima para a polícia.

Diante da denúncia, uma guarnição saiu à procura do veículo e conseguiu abordá-lo na BR-040, cerca de 2 km da cidade e antes de Rural Minas. Questionado, o motorista disse que todos estavam indo à Rural Minas tomar cerveja em algum bar. Em razão da hora avançada, os militares suspeitaram da situação e realizaram uma abordagem mais completa.

Publicidade

A mulher, então, contou que é garota de programa, mas que não estava de serviço. Disse, ainda, que a menor era sua filha e que ela tinha 12 anos de idade. Os militares perguntaram à adolescente se estava tudo bem e ela respondeu que sim, mas a experiência dos agentes da lei foi suficiente para constatar nervosismo na fala da menor. Então, o veículo foi liberado sob a condição de que a mãe levasse a filha para casa.

Passados alguns instantes, os militares resolveram ir até a residência da mulher para averiguar se estava tudo bem com a adolescente. Chegando no local, por uma fresta na porta da casa, os policiais viram que a garota de programa estava em um quarto com um dos homens e que, no quarto ao lado, a adolescente estava com o outro homem.

Publicidade

O sujeito que estava com a adolescente percebeu a chegada da polícia e saiu correndo do quarto. Os militares interviram e questionaram a adolescente, que confirmou que o homem a levou para o quarto e a estuprou, e que ele só parou quando viu a chegada da polícia. A adolescente contou, ainda, que sai frequentemente com o homem acompanhada da mãe e do outro homem, que os dois pagam as despesas de todos e que a mãe dela sabe dos abusos cometidos.

A Polícia Civil concluirá o inquérito e encaminhará o caso para a Promotoria de Justiça nos próximos dias.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Mix
5 meses atrás

Que seja feita justiça, isso não cabe nem levar o nome de mãe,pq mãe é sagrado . tem que have punição também pra esse concelho tutelar de João Pinheiro que só serve de enfeiter

Pinheirense
5 meses atrás

KD a cara da [email protected]??

Publicidade
Galo Doído
5 meses atrás

Que apodreçam na cadeia.🤬🤬🤬🤬🤬

mais artigos