Rompimento de bolsões de água ameaça bica do Capão da Água Limpa em João Pinheiro

O JP Agora entrou em contato com um especialista e com o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de João Pinheiro para comentarem o caso

Recentemente, a redação do JP Agora recebeu uma denúncia importantíssima vinda de um pinheirense. Preocupado com a saúde da bica do Capão da Água limpa, o vídeo filmado e compartilhado nas redes sociais por Emerson Pintor mostrou o rompimento dos bolsões de água próximos à principal reserva florestal da cidade de João Pinheiro. Procuramos um especialista e o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município para comentarem o caso.

Afonso Arueira, consultor ambiental, foi entrevistado remotamente pelo repórter do JP Agora. Inicialmente, ele esclareceu que os bolsões são criados com o objetivo principal de reter todas as impurezas que vem com a água, sejam elas carcaças de animais mortos ou qualquer outro tipo de lixo que possa estar no caminho da água da chuva. Segundo Afonso, os bolsões localizados próximo ao Capão da Água Limpa são importantíssimos para a preservação da reserva e, principalmente, do olho d’água da mina que desagua na bica.

“Ali são vários bolsões. Se arrebenta o primeiro, vai arrebentando em cadeia todos os demais. Aí, a água vai levar areia e vai tampar o olho d’água e seguramente a mina morre” contou o consultor ambiental ao repórter do JP Agora.

Publicidade
Colégio Darcília Coímbra João Pinheiro - Matrículas Abertas

O vídeo enviado à redação do JP Agora mostra que vários destes bolsões já se romperam e a água já está descendo em direção ao Capão da Água Limpa, acompanhada de areia e de todas as impurezas que existiam no fundo dos bolsões. Em razão disso, procuramos Ramon Corrêa, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente de João Pinheiro, que nos explicou que são feitas manutenções regulares, mas, mesmo assim, eles estouraram.

“São feitas manutenção em todos bolsões. Infelizmente aconteceu de estourar, o que pode acontecer mesmo. Mas já vamos arrumar. Na seca são feitas uma manutenção de limpeza em todos. Nas águas a manutenção é feita com mais frequência. Assim que deparamos com a necessidades de fazer as manutenções fazemos” ressaltou Ramon Corrêa.

A Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente de João Pinheiro já está ciente da situação. Ao final da entrevista, Afonso Arueira fez questão de ressaltar que o serviço a ser realizado é muito simples se comparado ao tamanho do benefício que ele pode trazer.

“Precisam ir com uma pá carregadeira e limpar dentro do bolsão porque ele vai ficando mais raso com as impurezas e areia no fundo. Precisa afundar ele até a água infiltrar. A água infiltrando é o que alimenta o lençol” finalizou Afonso.

O JP Agora seguirá acompanhando o caso.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias