Secretário de Saúde de João Pinheiro explica questão das vacinas para adolescentes de 12 a 17 anos

JP Agora procurou Gilberto para colher informações depois que pinheirenses reclamaram que não havia vacinas disponíveis nos PSF’s

Depois que leitores do site JP Agora procurou a redação para reclamar a respeito da falta de vacinas para adolescentes em João Pinheiro, a equipe de reportagem procurou o Secretário de Saúde Gilberto para uma entrevista. A situação, segundo ele, não é culpa do município.

“Os meus filhos vão para a fila e voltam sem vacinar. Não tem vacina em João Pinheiro, tenho três filhos e nenhum deles foram vacinados. Meu filho chegou e falou que não tinha vacina e eu chorei de tristeza e desespero. Por que João Pinheiro não tem vacina?” questionou Lucimar à redação do JP Agora que foi para a fila às 04:30 da madrugada para vacinar os filhos.

Uma outra leitora que preferiu não se identificar questionou o porquê da falta de doses do imunizante e também condenou a atitude dos PSF’s em não atender o telefone informar de forma eficaz sobre as doses disponíveis.

Publicidade
Barca de Churrasco - Dom Churrasco - Valor R$ 60,00

“Ligamos lá por várias vezes e eles fazem pouco caso, tiram o telefone do gancho, e a gente fica sem saber, já fui por diversas vezes aos PSF’s e sempre é a mesma resposta, não tem vacina”, disse a leitora revoltada com a situação.

Levamos os questionamentos à Secretaria de Saúde e o próprio secretário, Gilberto, atendeu a equipe de reportagem do JP Agora. Ele contou que o município havia recebido recentemente quase 800 novas doses específicas para a faixa etária dos 12 aos 17 anos, as quais foram distribuídas nos PSF’s de acordo com a necessidade de cada um.

Sobre a falta de vacinas, Gilberto explicou que a Secretaria de Saúde tem conhecimento da situação, mas não pode agir isolada do Estado de Minas, já que é este quem determina o público alvo das doses.

“A gente sabe que tem uma deficiência mesmo, inclusive, temos cobrado do Governo Estadual para receber mais imunizantes. Acreditamos que quinta-feira da semana que vem chegará mais doses. Queria esclarecer que não é uma questão do município. Assim que conseguimos as vacinas, imediatamente elas são repassadas. A vacina já vem direcionada e temos que respeitar o que o estado determina” esclareceu.

Sobre a vacinação dos menores de 12 anos, Gilberto disse que nenhuma decisão oficial foi tomada em âmbito nacional, estadual e municipal. Por fim, Gilberto esclareceu que a Secretaria de Saúde, através da vigilância sanitária, acompanhará de perto a volta às aulas presenciais para conter imediatamente eventual novo surto que vier a surgir.

2 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Abençoada por Deus.
1 mês atrás

Não tem vacina! Muitas pessoas que já tomaram a primeira dose não querem voltar para tomar a segunda ou a terceira quando é o caso e a vacina tem que ficar lá esperando quem não quer. Acho que o Estado deveria procurar saber quem não quer e avançar logo para os demais. Já que ninguém é obrigado a tomar.

Indignada
1 mês atrás

As pessoas acham que tudo depende somente de município!

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias