Sobrinha encontra tio de 73 anos morto em casa em Brasilândia de Minas

Nenhum indício de crime foi encontrado; idoso sofria com vários problemas de saúde e com o alcoolismo

Um idoso de 73 anos foi encontrado morto caído em seu quarto na manhã de ontem (28), em Brasilândia de Minas – MG. Uma sobrinha dele, de 21 anos, foi quem o encontrou já sem os sinais vitais e acionou a Polícia Militar. O idoso possuía diversos problemas de saúde e também com o uso abusivo de álcool. Nenhum indício de crime foi encontrado.

Era por volta das 08 horas quando a Polícia Militar chegou no endereço, na Rua José Luiz Pinto, depois da solicitação da sobrinha. Os policiais constataram o óbito e acionaram a perícia, que afirmou que não iria até o local em razão da ausência de indícios de crime. Então, o corpo foi liberado para a funerária.

Geraldo Soares de Aragão era natural de João Pinheiro – MG e tinha 73 anos e era solteiro. Lamentamos profundamente a sua morte e prestamos as nossas mais sinceras condolências à toda família e amigos. Que Deus possa confortar o coração de todos.

Publicidade
Colégio Darcília Coímbra João Pinheiro - Matrículas Abertas

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Semprelendo
1 ano atrás

Sugestão ao site:

Em tempos de pandemia tornou-se diferente dos antigos hábitos a forma de velório e mais célere os sepultamento. Não ouvimos mais as tradicionais notas de falecimento e passamos despercebidos ao falecimentos de pessoas conhecidas e queridas. Portanto, seria de grande utilidade se não houver disconfirmidades e discordancia com serviço funerario e famílias se o ste noticiasse esses óbitos.
Penso até ser questão de utilidade pública. Assim, tomando conhecimento do triste fato podermos prestar nosso respeito e solidariedade à família, mesmo que através de um telefonema.

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias