Publicidade
Atendimento emergencial OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioCidadeSócrates Porto que agrediu influencer em João Pinheiro alegou legitima defesa e...

Sócrates Porto que agrediu influencer em João Pinheiro alegou legitima defesa e acusou Nayara de ter armado toda situação

Condenado por ter descumprido a medida protetiva, Sócrates continua preso preventivamente

Publicado em

O depoimento de Sócrates Porto, condenado em primeira instância por descumprir a medida protetiva de sua ex-esposa Nayara Oliveira, foi marcado por vários ataques à influencer digital pinheirense. Além da vida pessoal dela, Sócrates criticou a profissão da mulher em diversos momentos. Como ele ainda não havia se manifestado sobre o ocorrido, o JP Agora preparou esta reportagem com os principais pontos do depoimento.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

Conforme noticiamos ontem logo após a finalização da audiência, Sócrates Porto estava bastante convicto e autoritário em seu depoimento e, já à primeira vista, foi possível perceber que ele não havia se arrependido do que aconteceu, tanto que negou que tenha agredido Nayara, optando pela linha de que agiu em legítima defesa. No entanto, em diversos pontos do depoimento, o réu ultrapassou a explicação sobre o ocorrido e atacou a mãe do seu filho.

Sócrates disse em vários momentos que não via o filho há mais de 4 meses e que Nayara teria “sumido” com ele.

Publicidade
Nossa equipe está pronta para te atender - POP Pet Center João Pinheiro

“A Nayara sumiu com esse menino, bloqueou todo mundo no telefone, começou a extorquir todo mundo pedindo casa, pedindo dobro de aluguel, dobro de pensão e fazendo a vida de todo mundo virar um terror. Pessoa igual eu que nunca passei por esses trem. Na hora que eu peguei meu menino falei ‘não quero saber, vou pegar meu filho, vou descer vou levar para minha mãe ver, tem cinco meses que ela não vê, não sabe nem a cara desse menino mais’ contou Sócrates quando questionado pelo juiz a respeito do que aconteceu no dia das agressões.

Na sequência, Sócrates apresentou seu argumento de legítima defesa.

Publicidade

“No momento que eu desci, aí o senhor já viu a gravação lá (se dirigindo ao juiz). Ela que saiu correndo de dentro do Shopping falando que estava sequestrando, roubando meu filho. Em momento nenhum eu a agredi porque eu não parti para cima dela. A agressão, porque eu sou bacharel em direito, é quando a gente parte para cima e agride fisicamente. Eu não fiz isso, ela veio para cima de mim. Segurei meu filho e falei para ela me soltar” disse o réu para o juiz.

Mais adiante, Sócrates questionou o fato de que Nayara levava o filho para os locais onde trabalhava e não parou por aí.

Publicidade

“A notícia é que meu filho só vive dentro de loja, de sorveteria, é não sei a onde. Minha mãe ofereceu para dar para ele a creche a partir de abril. Depois eu fui ver, estava pegando meu filho levando pra loja pra fazer propaganda, ganhando dinheiro com o coitado do menino, usando o menino como mercadoria. Como é que um pai não ia ficar desse jeito”.

Sócrates chegou a dizer que Nayara “brincava de fazer mídia” e que armou toda esta situação para conseguir mais mídia.

Publicidade

“Armou para conseguir mídia, para arrumar seguidor em redes sociais. É isso que ela faz. Os oito meses que eu passei cuidando do meu filho com a perna quebrada, fiquei lá dando banho, dando leite cinco da manhã, tratando do filho o dia inteiro, por isso que o povo não me via na rua, onde é que essa Nayara estava? Brincando aí de mídia.”

Sócrates apontou, ainda, a respeito de um outro filho de Nayara que mora em Paracatu. Sobre este tema, ele falou diversas vezes que a digital influencer teria abandonado a família na cidade vizinha a João Pinheiro e que, por isso, seria cobrada pela justiça em breve.

Publicidade

“Deus vai cuidar da Nayara e a justiça de Paracatu uma hora vai vir cá buscar ela. Não precisa de mim para isso não” disse Sócrates ao responder a pergunta de seu advogado se ele pretendia fazer alguma coisa com a mulher quando saísse da prisão.

Ao final da audiência, o Juiz de Direito da 2º Vara Cível e Criminal de João Pinheiro resolveu pela condenação de Sócrates. Para ele, a análise das imagens das câmeras de segurança do shopping, o exame médico da vítima e depoimentos das testemunhas comprovaram a autoria e a materialidade delitiva do acusado.

Publicidade

“Como se vê, a prova testemunhal produzida pela acusação é extremanente segura e perfeitamente harmônica com o vídeo que retrata as agressões narradas na denúncia. Por outro lado, as provas produzidas pela defesa do réu são extremamente frágeis e incapazes de justificar a agressão praticada contra a vítima”, afirmou o juiz na sentença.

Ainda conforme o magistrado, Nayara não iniciou a agressão a Sócrates, mas sim foi agredida violentamente ao tentar reaver o filho. Ele também afirmou que o empresário continuou agredindo a vítima, inclusive com enforcamento, mesmo com ela caída no chão.

Publicidade
Caso Nayara: justiça marca audiência para o dia 25 de janeiro; Sócrates permanece preso

“Logo, pela extensão das lesões e em vista da dinâmica do fato, conclui-se, sem qualquer titubeio, que não houve moderação na reação. Pelo contrário, o acusado, propositadamente, com imoderado uso da força, agrediu e causou maior lesão do que teria sido necessário para se defender da imaginária agressão que seria praticada pela vítima, ficando patente, pois, que incorreu em excesso doloso, hábil a afastar a excludente de ilicitude e permitir sua responsabilização pelo resultado”, acrescentou.

Assim, Sócrates Porto foi condenado a 1 ano e 4 meses de prisão em regime semiaberto. No entanto, o juiz manteve a prisão preventiva do empresário.

Publicidade

“Tendo isto, mantenho a prisão preventiva do sentenciado para resguardar a ordem pública, a integridade física e psicológica da vítima”, disse.

Sobre o valor da indenização, Maurício Pinto Filho argumentou que o valor deve ser suficiente para ressarcir os danos suportados e servir como fator reeducador e repressivo para que o réu não volte a cometer o crime. Por isso, o valor que deverá ser pago diminuiu dos R$ 50 mil pedidos pelo MPMG, para R$ 10 mil.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
10 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Vilson
10 meses atrás

Pessoas sábias jamais iriam criticar ou condenar. Até pq não somos dignos.
O mínimo q podemos fazer é pedir à Deus q interceda pelo pai e mãe. A criança precisa dos dois.
A justiça fará com que cada um paga pelos seus erros.
Afinal quem é o errado??? Ninguém sabe e não temos o direito de interferir.
Deus fará o melhor .
Ao invés de falar mal, vamos orar e rezar por eles.
Afinal de conta todos eles tem uma família que neste momento está sofrendo com esta situação.
Que seja feita a vontade de Deus🙏

.
10 meses atrás

Empresário onde gente? Isso não passa de um peida pinga

Publicidade
Junior
10 meses atrás

Empresário? 😂😂😂😂😂 isso é um coitado de quase 60 anos sustentado pelo pai

Toin
10 meses atrás

Enquanto ele estiver preso a família e a população pinheirense tem sossego

Publicidade
Leandro Costa
10 meses atrás

Forte as declarações do autor, mas,. abandonar um filho, ninguém fala… Antes, em Paracatu, fala se e comenta se muito, inclusive, lendo o depoimento do autor do crime, a moça abandonou o filho/família, para ficar com ele, e hoje tá aí, tomando do próprio veneno…
Aqui se faz!!! Aqui se paga!!! Chegou a hora dele, pagou e caro, com juros e ainda tem mais ações, e o dela, vira também, o que ela fez no passado, também chegará a conta… Quem conhece essa mulher, sabe, o veneno tóxico que ela é…

Ursula
10 meses atrás

Alegação dele tem fundamento

Última edição 10 meses atrás by Ursula
.
10 meses atrás
Resposta para  Ursula

Quem é você para falar largou seu filho tendo condições

.
10 meses atrás
Resposta para  Ursula

Ursula Braga largou seu filho e vem falar dos outros sendo que você tinha condições de olhar você então merece ganhar um cacete já que isso é uma justificativa tola essa sua

Junior
10 meses atrás
Resposta para  .

Fez isso e ainda defende um vagabundo desse? Quem é essa mulher? Ursula oq?

Hawk
10 meses atrás
Resposta para  Ursula

Me fala o fundamento e espancar uma mulher

Publicidade

mais artigos