Bandido que assaltou casa no Papagaio é preso pela PM em João Pinheiro; ele cumpria pena no semiaberto

Edvan Gonçalves da Silva foi condenado a 8 anos de reclusão em 2019 por ter invadido e assaltado uma residência no distrito de Luizlândia do Oeste, mas estava no semiaberto desde outubro de 2020

Um dos autores do roubo à residência ocorrido no dia 16 de junho no Bairro Papagaio, em João Pinheiro, foi identificado e preso pela Polícia Militar na manhã da última quarta-feira (07). Edvan Gonçalves da Silva cumpria pena por outro roubo a residência com emprego de arma de fogo cometido em 2019 no distrito de Luizlândia do Oeste e estava no semiaberto. Com a informação do novo crime, a justiça decretou a regressão de regime e ele foi recolhido.

A ocorrência do roubo do dia 16 de junho foi comunicada ao juízo da Vara de Execuções Penais de João Pinheiro, mas, até então, a autoria do crime não havia sido apontada. Segundo informações apuradas pela redação do JP Agora no Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), Edvan foi colocado como suspeito no dia 18 de junho, quando policiais militares de Luizlândia do Oeste receberam informações anônimas denunciando que ele era o autor do assalto, juntamente com Vanderson Alves de Souza, conhecido como Dexter. Nesta mesma oportunidade, os policiais confirmaram que um morador do distrito deu carona a Edvan e a seu comparsa na noite do dia 16 até o Supermercados BH, em João Pinheiro.

No dia 20, as informações que levaram a PM a recuperar a S10 roubada em meio a uma plantação de eucaliptos também apontavam que Edvan e Dexter eram os autores do assalto. Antes disso, a polícia já havia registrado que a dupla estaria articulando o cometimento de crimes na região, ressaltando que ambos eram de alta periculosidade. Diante de todas estas informações, o Juiz de Direito Maurício Pinto Filho regrediu o regime de Edvan e determinou a expedição do mandado de prisão que foi cumprido na tarde de quarta-feira, 07 de julho.

Publicidade
Colégio Darcília Coímbra João Pinheiro - Matrículas Abertas

Condenação por roubo a mão armada em 2019

No dia 10 de março de 2019, Edvan Gonçalves da Silva e Pablo Martins dos Santos invadiram uma residência no distrito de Luizlândia do Oeste, município de João Pinheiro, e roubaram uma arma de fogo calibre .38 e uma espingarda calibre .22. Na ocasião, uma amiga do proprietário da casa estava no local e ficou sob a mira de uma arma de fogo durante toda a ação criminosa.

Edvan confessou a autoria do crime para a justiça, mas negou que estivesse armado. Em seu depoimento, à época do seu julgamento, ele contou que invadiu a residência pelos fundos fingindo que estava com uma arma de fogo e que foi até o local procurando por um revólver. Disse, ainda, que colocou a vítima sentada em uma cadeira e revirou a casa, conseguindo encontrar as duas armas de fogo que pertenciam ao proprietário da residência.

Assim, depois da instrução do processo e ouvidas todas as testemunhas, o Juiz de Direito Rodrigo Martins Faria condenou Edvan a 8 anos de reclusão, além de 19 dias multa, com regime inicial fechado por roubo qualificado pela ação em conjunto com o seu comparsa e também pelo emprego de arma de fogo. O réu apelou e o processo foi remetido para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais em março de 2021.

Edvan deu inicio ao cumprimento de sua pena e obteve a progressão para o regime semiaberto em outubro de 2020, até que se envolveu novamente com o crime e retornou para o regime fechado.

5 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


5 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Filhos da anarquia
4 meses atrás

Impressionante essa lei do Brasil cara é condenado a 8 anos e em 1 ano está solto já na rua assaltando . Esse é o Brasil .

Faisca este povo de Brasilândia só sabe roubar
4 meses atrás

Faísca toma vagabundo volta pra comer as custa do governo tem coragem de trabalhar volta pra trança hora sair continua fazendo assalto né

PAULO FERNANDO
4 meses atrás

faisca e bomba

PAULO FERNANDO
4 meses atrás

ESSE GOSTA DE CADEIA

Força tarefa
4 meses atrás

Tem que deixar alejado uma carniça dessa , rouba, toca o terror , agora vai preso comer a nossas custas , com cardápio variado, nutricionista , esse e o Brasil que não quero ?

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias