Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioPoliciaisIntegrante de quadrilha que roubou gado e fez casal de refém é...

Integrante de quadrilha que roubou gado e fez casal de refém é preso em João Pinheiro

O homem ganhou o direito de recorrer da sentença condenatória em liberdade, mas o TJMG reformou a sentença e determinou que a pena fosse cumprida em regime fechado

Publicado em

A Polícia Militar de João Pinheiro – MG cumpriu um mandado de prisão contra um homem de 34 anos na manhã da última quinta-feira (14) em uma oficina localizada no Centro da cidade. Ele foi condenado a 06 (seis) anos, 10 (dez) meses e 15 (quinze) dias de reclusão e 16 (dezesseis) dias-multa pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que determinou que o início do cumprimento da pena devesse ser em regime fechado.

Publicidade
Lubrificantes em geral na Lubrivaz em João Pinheiro

Segundo o Ministério Público constou na denúncia, Célio de Oliveira Dias, de 34 anos, acompanhado de outros comparsas, roubou uma fazenda localizada na Zona Rural do município de Lagoa Formosa-MG no dia 20 de abril de 2017. Na oportunidade, um veículo e R$ 4.000,00 (quatro mil reais) que estavam no interior dele, 42 cabeças de gado, uma moto serra, uma furadeira, joias, celulares e vários eletrodomésticos foram roubados da propriedade rural.

Os demais acusados também foram condenados. Os réus Alan Cardoso Rodrigues e Davi Otaviano Rocha também recorreram em liberdade, mas, como a condenação foi mantida pelo TJMG, tiveram a prisão decretada.

Publicidade
Nossa equipe está pronta para te atender - POP Pet Center João Pinheiro

Relembre o caso

A Polícia Militar prendeu em flagrante 4 homens acusados de participarem de uma quadrilha de roubo a gado em Minas Gerais. A prisão aconteceu na madrugada de 21 de abril de 2017, em Lagoa Formosa após uma denúncia de que havia animais machucados em uma estrada na zona rural. Um deles é suspeito de ser o maior ladrão de gado do estado.

De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais de Lagoa Formosa receberam uma ligação dando conta de que havia dois animais bovinos soltos na estrada que dá acesso à localidade de Limeira e esses animais estavam machucados. A pessoa informou ainda que havia passado por dois caminhões, na mesma estrada, que estavam carregados com gado e que possivelmente esses dois animais que estavam machucados haviam caído dos caminhões.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

A Polícia Militar desconfiou da situação e iniciou os rastreamentos. Pouco depois, conseguiu abordar os dois caminhões carregados com gado, sendo que os condutores e passageiros foram incoerentes em suas alegações, apesar de possuírem as guias de trânsito dos animais.

Os levantamentos continuaram sendo verificado que o gado havia sido roubado em uma fazenda próxima ao município de Lagoa Formosa. Os criminosos haviam rendido os proprietários da fazenda, trancando o casal no banheiro e posteriormente encarretaram o gado. Os assaltantes roubaram ainda certa quantia em dinheiro e o veículo do proprietário da fazenda.

Publicidade

Os policiais constataram que a Carteira Nacional de habilitação apresentada pelo condutor de um dos caminhões é falsa, bem como guia de trânsito apresentada para transporte dos animais. Quatro homens foram presos e foram encaminhados para a delegacia de Patos de Minas para serem ouvidos pela autoridade policial.

Os dois caminhões carregados com aproximadamente 40 cabeças de gado nelore foram apreendidos. Outros dois criminosos evadiram no Fiat/Siena roubado na fazenda. Um dos presos é Walfrido da Costa Nogueia Júnior, conhecido como Barriga, que era considerado foragido da justiça. O acusado é apontado como um dos chefes do roubo de gado em Minas Gerais. No momento da abordagem, ele tentou passar uma identidade falsa, mas acabou desmentido pelos policiais. Contra ele, há dois mandados de prisão.

Publicidade

Os outros três presos são Alan Cardoso Rodrigues, Célio de Oliveira Dias e Davi Otaviano Rocha. De acordo com o Sargento Faria, estes são da cidade de João Pinheiro. Os infratores relataram que o gado seria vendido em um leilão de Uberlândia.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
7 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Lobinho
1 ano atrás

Daí o trabalhador rala sol após sol pra conseguir suas coisas e vem os vagabundos querendo dinheiro fácil. Que comam grade.

Raça de ladrão tinha que morrer tudo. Seja ele pobre ou de gravata!
Pena que não houve uns disparos culposo por parte dos militares.

BOLSONARO 2022
1 ano atrás

Mais um vagabundo retirado de circulação parabens a pm

Publicidade
Regis
1 ano atrás

SE GRITAR PEGA LADRÃO NAO FICA UM MERMÃO

Baby boy
1 ano atrás

O cidade pra ter ladrao e joao pinheiro pqp

Publicidade
Sandrinha do Arrocha
1 ano atrás

As mães que sofrem gente, elas tem culpas dos filhos ser assim mais eles tem que pagar o que fizeram, parabéns polícia PC e PM agora falta só o Líder grampao

Kkk
1 ano atrás

Esse aí gosta da cela.

Publicidade
Capitão do exército
1 ano atrás

Não toma jeito!

mais artigos