Pinheirenses continuam reclamando da COPASA; bar no Centro de João Pinheiro amarga prejuízos há semanas

A presença de ar nas torneiras tem se tornado cada vez mais frequente

A redação do site JP Agora continua recebendo diversas reclamações de consumidores pinheirenses insatisfeitos com o serviço prestado pela COPASA. Desta vez, o proprietário de um renomado bar localizado no centro da cidade de João Pinheiro entrou em contato para relatar a situação que vem acontecendo há semanas. Além dele, outro cidadão enviou um vídeo mostrando seu registro rodando e registrando consumo mesmo sem a presença de água na torneira.

O restaurante em questão trata-se do Kabana’s Drinks e Petiscaria. O estabelecimento fica localizado na principal avenida de João Pinheiro, no Centro da cidade. A excelente localização, no entanto, não é suficiente para afastar as dores de cabeça com a COPASA. Em 2020, o Kabana’s já foi destaque no JP Agora por conta do mesmo problema. Na ocasião, Wagner Alvares contou que recorria a caminhões-pipa para poder lavar o local.

Nesta quarta-feira (23), Wagner entrou em contato com a redação do site relatando o mesmíssimo problema. De lá para cá, o restaurante vem somando prejuízos com caminhões-pipa, bombas d’água, aparelhos queimados, fora todo o trabalho a mais que a falta de água ocasiona, o que, para o comerciante, configura afronta a ele e aos demais pinheirenses que pagam pelo serviço em dia.

“Continuamos tendo que trazer água com caminhões-pipa para fazer parte das necessidades do Kabana, como lavar todo o espaço e banheiros. A água que chega da COPASA é insuficiente para todo o resto, então tivemos gastos com bombas d’água e também com filtros. Nossa máquina de gelo também queimou pela falta de água. São prejuízos que se somam as contas todos os meses” contou Wagner, revoltado com a empresa.

Na madrugada de hoje, quinta-feira (23), a redação do site recebeu a reclamação de outro consumidor alegando que seu registro estava marcando consumo mesmo com a torneira seca. Para ele, a COPASA está cobrando pelo ar que corre nos canos. Veja o vídeo a seguir.

Problema antigo, mesmas desculpas de sempre

Em nota enviada à redação do JP Agora nesta quinta-feira, 24 de fevereiro, a COPASA voltou a culpar as chuvas e a turbidez da água pelas falhas no abastecimento para toda a cidade. O problema da barragem que se rompeu em janeiro também foi citado pela empresa, o que, em tese, justificaria parte dos problemas. No entanto, o que revolta a população é que, apesar de sempre dizer que está resolvendo, o mesmo problema insiste em aparecer todos os anos, dando indícios de que a COPASA não toma as providências necessárias para solucionar o caso de forma definitiva.

A respeito dos hidrômetros registrando consumo irregular, a empresa ressaltou que o consumo é particular a cada usuário e que as reclamações devem ser feitas de forma individualizada. Confira, a seguir, a íntegra da nota da COPASA, repleta de desculpas já utilizadas inúmeras vezes pela empresa.

A Copasa informa que a estimativa é que o abastecimento de João Pinheiro seja normalizado, gradativamente, na noite desta quinta-feira (24/02). Técnicos da companhia monitoram a situação e realizam manobras operacionais para garantir o fornecimento de água para todos os moradores. A previsão é que ainda hoje caminhões-pipa deem apoio no abastecimento de áreas prioritárias, como unidades de saúde e Corpo de Bombeiros, além de reservatórios da cidade.

As intermitências registradas em João Pinheiro nos últimos dias foram decorrentes de paralisações emergenciais da captação, causadas pelo aumento da turbidez da água, devido às chuvas que atingiram a região, fazendo com que a enxurrada provoque o arraste da terra proveniente do rompimento de uma estrutura de contenção de água de propriedade particular, ocorrida em janeiro, para o manancial que abastece a cidade. Desde quarta-feira (23/02), a unidade está operando em sua capacidade máxima.

Em relação ao hidrômetro, a Copasa esclarece que as cobranças são feitas de acordo com o consumo. Portanto, para a verificação de valores, entre outras solicitações, os clientes devem entrar em contato com a empresa por meio dos canais de relacionamento, que são gratuitos e funcionam 24 horas por dia. Site: www.copasa.com.br; aplicativo Copasa Digital; Central de Atendimento “115”. Há ainda o WhatsApp da Copasa (31) 9 9770-7000, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Após a análise do consumo e dos valores, a companhia fará contato direto com o cliente. A empresa esclarece que as análises das faturas são feitas, individualmente, uma vez que cada cliente tem seus hábitos de consumo. Por isso, se faz necessária a manifestação individual e as tratativas também individualizadas.

Você passa por problemas no abastecimento de água em sua casa? Envie seu caso para o JP Agora pelo (38) 9813-9732 e nos ajude a cobrar providências definitivas das autoridades.

6 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


6 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Filhos da anarquia
2 meses atrás

E simples só não renovar mais o contrato com essa empresa que não vale de nada.

Minato
2 meses atrás

essa copasa e difícil de mexida já vai pra 2 dias sem água
E pagamos nossas contas em dia é quando chega a água só vem vento
tem que tirar essa concessionária
de circulação e colocar uma melhor
E a Cemig e outra merda tbm

Nalva souza
2 meses atrás

Isso é um absurdo a copas tá de sacanagem já.
Ficar sem água podemos neh.agora deixa de pagar um talão pra ver se não corta e ainda cobram multa.esses bando de sacada.

Paulo Bertioga
2 meses atrás

Acordam, cidadãos Pinheirense! Parem de ignorância e falta de conhecimento, isso cabe processo por falhas na execução do contrato e má prestação dos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto.
Estão em colapso há quanto tempo e ninguém faz nada por vocês!
ACORDAM!

Henrique Pena
2 meses atrás

Não estamos conseguindo fazer mais nada, aqui na minha casa tem idosos e crianças. Fiz uma reclamação ontem, e não deram a mínima para mim!
Cadê os vereadores e prefeito para cobrarem a mesma em prol da população???
Nos ajudem, pelo amor de Deus!

Alexandre
2 meses atrás

O prefeito Edinho tinha que seguir o exemplo de para de Minas e privatizar o serviço de saneamento de jp fica mais eficiente e pra população mais barato

Artigos relacionados

Últimas Notícias